Autor: Luiz Filho

Após escutar o podcast “CRF & ETC” sobre a Super Libertadores, Luiz Filho volta ao seu “Overlapping” para reeditar um artigo sobre a questão

Leia mais

[et_pb_section admin_label=”section”][et_pb_row admin_label=”row”][et_pb_column type=”4_4″][et_pb_text admin_label=”Texto” background_layout=”light” text_orientation=”left” use_border_color=”off” border_color=”#ffffff” border_style=”solid”] Podemos falar com “tranquilidade” sobre o momento em que vivemos. Rs! Flamengo fora do G4 apenas por um dos últimos critérios de desempate, cartões amarelos. Pra não dizer que não falei de flores, gosto da ideia de jogo que o Muricy deseja implantar (mas não conseguimos executar) de defesa alta, time compacto, posse de bola e intensidade. Ao soar das cornetas, uma hora queremos futebol bonito, progressivo intenso, com características históricas do Flamengo; outra hora um futebol pragmático, minimalista e objetivo. O treinador tentou os dois. E acho que encontrou…

Leia mais

Parece que as coisas se encaminham melhor dentro do campo do que fora para o Flamengo. Até que enfim! A gente quer um time organizado, com opções, taticamente disciplinado e competitivo. Se for competitivo já será 1000% melhor do que o sem alma, sombrio time de 2015. Fora do campo, na verdade, sem campo, parece que as coisas se complicarão um pouco para o clube, já que a vantagem de jogar em casa praticamente não existirá em 2016. Partirei de um tweet da conta oficial do Flamengo, que mostra uma foto de Muricy Ramalho. Talvez, um pouco mais do que…

Leia mais