A passagem de Jean Lucas na França


MRN Informação | Redação —
Aos 22 anos, Jean Lucas está prestes a completar o seu segundo ano no futebol da França. Contratado pelo Lyon em junho de 2019, o volante hoje joga pelo Stade Brestois, equipe de menor expressão da Ligue 1, após ter feito um início irregular pelo Lyon. 

Desde que chegou na França, Jean disputou 25 jogos com o Lyon antes de partir para o Brest. No total, o volante fez 3 gols desde que desembarcou no time que teve jogadores como o meia Ederson, que vestiu a camisa do Flamengo de 2015 até 2018. Se o futebol de Jean na Ligue 1 não inspirou ânimo, o quero-apostar.com se encarrega de trazer emoção aos torcedores com a Liga dos Campeões. Ele oferece informações sobre as melhores casas de aposta, além de dicas sobre os favoritos e os azarões. 

Mas, com pouco tempo de jogo e uma grande competição dentro do elenco do Lyon, Jean Lucas partiu em busca de uma maior minutagem em campo.

“Me sinto muito bem aqui. Era muito importante eu me impor, me tornar titular e jogar. Escolhi o Brest por ser uma boa equipe, que joga um bom futebol e o futebol que eu gosto. Agora, após encaixar uma sequência, me sinto com confiança em campo. Conversei muito com o treinador Olivier Dall’Oglio antes de vir”, declarou Jean.

Além de falar sobre a nova fase no Campeonato Francês, o volante carioca lembrou de sua passagem pelo Santos. Em 2019, Jean Lucas foi comandado por Jorge Sampaoli no clube da Baixada Santista e não poupou elogios ao seu antigo treinador. “Ele foi muito importante na minha carreira. Me deu a oportunidade para brilhar no Brasil. Espero que ele fique contente em me ver, ele é especial para mim. Estava no Flamengo em 2019, no meu time, na minha cidade e fiz alguns jogos. Eu não queria ir para o Santos, mas meu pai disse que isso poderia mudar a minha vida e foi verdade. Em quatro meses, Sampaoli mudou minha vida”.

Após uma boa passagem pelo Santos, Jean Lucas despertou o interesse do Lyon em foi vendido para o clube por 8 milhões de euros depois de realizar 20 jogos com a camisa do time santista. Entretanto, a sua chegada no Lyon não foi tão positiva. “O treinador Rudi Garcia não confiou em mim. Ele não me colocava em campo. Foi frustrante. Quando eu entrava, o que era raro, era sempre para jogar alguns minutos. O que dá pra fazer nesse tempo? Nada. Eu tocava uma vez na bola e o jogo acabava”, desabafou o atleta.

Sem espaço no time principal, Jean Lucas sofreu com a concorrência. Além de ter que lutar contra Houssem Aouar e Maxence Caqueret, crias da base do Lyon, o volante brasileiro teve a companhia de alguns compatriotas no setor: Lucas Paquetá, Thiago Mendes e Bruno Guimarães estiveram acima de Jean na hierarquia do Lyon e o empréstimo foi a solução que agradou a todos.

Porém, Jean Lucas ainda espera vingar com a camisa do Olympique Lyonnais. “Assisto os jogos quando posso e tenho três anos de contrato. As coisas podem mudar e espero voltar após meu empréstimo para mostrar que posso jogar. E, se eles forem campeões na temporada, eu também serei por ter disputado alguns jogos. Posso marcar na última rodada e ajudar o time. Assim, eu participo novamente (risos)”.  

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Notícias do Flamengo

Blogs