Abel Ferreira lamenta falhas mas admite superioridade do Flamengo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Rubro-Negro venceu o clube paulista em jogo eletrizante. Apesar de apontar falhas em seu time, o treinador do Palmeiras admitiu a superioridade do Mais Querido

MRN Informação | Paulo Oliveira – Twitter: @oliveira_paulo1

Flamengo e Palmeiras protagonizaram um dos jogos mais técnicos do Campeonato Brasileiro de 2020/21. Times bem postados em campo e muita disciplina tática fizeram do jogo um deleite para qualquer amante do esporte.

Em uma noite inspirada, O Flamengo venceu e se manteve vivo na briga pelo título do Campeonato Brasileiro. Com Arão na zaga e Diego e Gerson comandando o meio de campo, o clube carioca teve mais controle da partida e aproveitou melhor as suas chances.

Na coletiva pós jogo, o treinador do Palmeiras, Abel Ferreira, explicou um pouco de suas idéias na partida e lametou as falhas de sua equipe.

“Jogamos contra um adversário que sabe que tem que dar a vida neste campeonato por não ter mais nada a ganhar. Fez uma primeira parte com muita posse, sem criar grandes chances, é verdade, mas nos fez desgastar Porque corremos de um lado para o outro. Eles têm experiência e qualidade”, disse o técnico.

Apesar de alfinetar o Flamengo, o portugês admitiu a superioridade do Rubro-Negro na partida.

“No segundo tempo foi totalmente diferente, com os médios a ter jogo, empurramos o adversário para trás. Mais uma vez uma grande oportunidade na marca do pênalti, não fizemos o gol, parabéns ao Flamengo, hoje eles foram melhores”, apontou o treinador.

Abel Ferreirra também foi questionado sobre a estratégia das bolas longas que o Palmeiras utilizou para tentar sair da pressão criada pelo Flamengo.

“Do outro lado tem um adversário que nos pressionou muito bem. Isso faz a diferença, quando ele te pressiona bem e organizado, obriga a esse recurso. Por culpa da pressão deles e por nós, de fato, deveríamos ter colocado nossos meias a jogar mais”, finalizou Abel.

Com a vitória, o Mais Querido chega a 59 pontos e fica à 4 pontos do líder Internacional, tendo um jogo a menos contra o Grêmio, que será realizado no dia 28 deste mês.

Veja mais: Os melhores momentos de Flamengo x Palmeiras pelo Brasileirão

Como foi a partida

Flamengo: Hugo Souza; Maurício Isla, Rodrigo Caio, Willian Arão e Filipe Luís; Gerson, Diego, Arrascaeta e Everton Ribeiro; Bruno Henrique e Gabigol

Palmeiras: Weverton; Marcos Rocha, Luan, Kuscevic e Viña; Danilo, Zé Rafael, Gabriel Menino e Raphael Veiga; Willian e Luiz Adriano

A partida começou com as duas equipes se estudando, e o Palmeiras acabou desperdiçando uma grande chance com William logo aos três minutos. A resposta do Flamengo foi aos cinco: Isla cruza prensado, e Arrascaeta de bicicleta obriga Weverton a fazer uma grande defesa.

Aos 13, Filipe Luís cruzou, Gerson ganhou da marcação e chutou firme para a defesa do goleiro palmeirense: no rebote, Gabigol finalizou para fora, sem direção. O Flamengo envolvia o Palmeiras no meio de campo e até os 25 minutos, atingiu mais de 60% de posse de bola. No minuto 32, Rodrigo Caio sentiu e Rogério Ceni chamou Gustavo Henrique para substituí-lo.

A partir daí, o Palmeiras começou a equilibrar as ações e tomou conta da reta final da primeira etapa. Porém, o gol do Fla saiu aos 48: no desespero, Kuscevic deu um chutão em cima de Luan, e a bola contra foi para o gol palmeirense: 1 a 0 Flamengo.

No segundo tempo, Rogério Ceni não veio com novas mexidas, e o Flamengo apresentou muito cansaço logo nos minutos iniciais. Tanto que aos 9, Gabriel Menino teve chance de empatar de frente para o gol, e finalizou para fora. Aos 13, Gabigol entrou cara a cara com Weverton e desperdiçou a chance de ampliar.

No minuto 17, Ceni sacou Arrascaeta para colocar o jovem volante João Gomes. A melhor chance rubro-negra foi aos 26: Filipe Luís cruzou, e Gustavo Henrique de cabeça cabeceou próximo à meta de Weverton.

Com o Flamengo abaixo fisicamente, Rogério Ceni mudou e colocou Pepê, Vitinho e Pedro, nos lugares de Diego, Gabigol e Gerson. E deu certo: no cruzamento na área, Pedro rola pra trás, e Pepê ampliou: 2 a 0.

Gostou desse conteúdo? Nós acreditamos ser possível falar sobre o Flamengo com qualidade. Seja nosso apoiador!

Notícias do Flamengo

- Advertisement -

Blogs