Compartilhar:

Lucas Tinôco, do MRN Informação

Eleito melhor goleiro do mundo em 2019, Alisson concedeu entrevista à Folha de São Paulo, aproveitando o “Winter Break” (pausa de inverno). Entre tantos assuntos, o arqueiro do Liverpool falou sobre a atuação do Flamengo na decisão do Mundial.

Final do Mundial tem audiência maior que últimas quatro finais de Copas do Mundo

Brasileiros e ingleses se enfrentaram na final da competição no dia 21 de dezembro. A partida foi bem disputada, mas os Reds sagraram-se campeões após gol de Firmino já na prorrogação.

Alisson confirmou que a atuação do Mengão repercutiu de maneira muito positiva na Europa e que seus companheiros ficaram admirados.

“Foi muito positiva [a repercussão]. Não digo [que fomos] surpreendidos, mas os meus companheiros ficaram admirados com a qualidade dos jogadores, a organização.

O Mundial não é tão valorizado na Europa. Nós valorizamos porque estávamos lá, ainda mais eu e o Firmino por sermos brasileiros. Eu estava muito feliz. E realmente jogaram de igual para igual com o Liverpool”, afirmou o goleiro.

Alisson concordou que o Flamengo jogou de igual para igual com os Reds, mas reclamou da forma como a sua equipe foi tratada pela imprensa brasileira.

“As pessoas no Brasil ficaram muito empolgadas, a imprensa falava que o Flamengo tinha chance de vencer. Realmente, futebol é jogado e o Flamengo tem uma equipe capacitada para isso.

Só que eu senti um desconhecimento de quem comentava sobre a nossa equipe. Não questiono a qualidade do Flamengo, mas vejo que as pessoas não nos respeitaram o suficiente. Nós não chegamos nem perto de ter uma atuação do nível que temos na Premier League, tanto em intensidade quanto em nível técnico. É muito difícil sair do Inglês e replicar o padrão em dois jogos fora da sua rotina”, concluiu o arqueiro brasileiro.

*Créditos da imagem destacada: John Powell / Liverpool FC

Compartilhar: