Compartilhar:

O lateral-direito Léo Moura voltou a aparecer nos noticiários do Flamengo nos últimos dias. Após colocar o jovem Jadson, oriundo do Santa Cruz e que pertence a sua empresa (LM Sports) no rubro-negro, o experiente atleta do Botafogo-PR revelou em entrevista ao jornal O Globo, o desejo de encerrar a carreira no Mais Querido, e ainda criticou a saída de Rafinha.

Esse ano seria o último. Mas vejo que ainda dá para jogar. Só que o lado de ficar com a família tem pesado. Por isso, o pensamento de ir até o fim do campeonato e, sei lá, fazer um Estadual com a camisa do Flamengo só para encerrar. Eu queria muito, era um sonho encerrar a carreira no Flamengo”.

Léo afirmou que se estivesse no lugar de Rafinha, não trocaria o momento no clube por uma saída para o futebol grego.

Se eu tivesse no lugar dele, dificilmente sairia. Ele passou muito anos na Europa, voltou ao Brasil para o Flamengo, eu não optaria por sair mesmo pela questão financeira. Pegou muita gente de surpresa, pois estava totalmente ambientado. Eu saí por questões pessoais, com relação a treinador, diretoria. Nem sabia do jogo de despedida”.

O jogador fez uma comparação de sua história de 10 anos de Flamengo, com a de Rafinha que atuou pelo rubro-negro por uma temporada, mas conquistou a Libertadores.

Se for analisar friamente, tem que ver o tempo e a história que cada um teve. Eu não conquistei Libertadores, ele conquistou. Eu conquistei Copa do Brasil, duas, ele não. Realmente, tive sucesso, mas peguei o osso. Posso dizer com propriedade que a minha história é totalmente diferente da do Rafinha no Flamengo. Se eu tô nesse time de hoje aí, vou te falar…”.

Leonardo Moira foi jogador do Flamengo de 2005 até 2015, conquistando duas Copas do Brasil, um Campeonato Brasileiro e cinco Cariocas.

Créditos de imagem destacada: Divulgação/Flamengo

Compartilhar: