Após rebaixamento, Organizada emite carta aberta à gestora do Fla eSports

Após o rebaixamento para a série C da LBFF (Liga Brasileira de Free Fire), a Torcida Organiza Urubarons emitiu uma carta aberta, em conjunto com diversas páginas de torcedores, exigindo mudanças na gestão da Simplicity.

Os torcedores pedem que a empresa volte a ser o que se propôs: um investidor que pretendia projetar o Flamengo como a “primeira equipe de eSports da América Latina com projeção internacional”.

- Advertisement -

Os torcedores também cobram mais profissionalismo e investimentos na modalidades atuais, desde comissão técnica à comunicação, considerada por eles uma das piores do cenário. Além disso, cobram a entrada em outras modalidades que podem ajudar na projeção internacional.

Leia Também: Sugestões para o Flamengo eSports não ficar às cegas

- Advertisement -

Leia abaixo a íntegra da carta:

“Prezados,

Em 2019, depois do título de campeão do CBLOL, estávamos em um momento de incertezas sem perspectivas do futuro do eSports do Flamengo. Entretanto, no ano de 2020, finalmente conseguimos permanecer com o projeto através de um licenciamento da marca Flamengo e começamos a ser geridos por vocês da Simplicity.

Como nos haviam dito antes, o intuito era transformar o Flamengo eSports na “primeira equipe de eSports da América Latina com projeção internacional”. A expectativa era grande e estávamos entusiasmados com a chegada da empresa.

Ainda em 2020, mesmo em um ano atípico, conseguimos chegar a mais uma final de CBLOL no primeiro split e amargamos uma desclassificação no segundo split.

Ao longo de 2021, em nosso pior ano, não conseguimos chegar em nenhuma final de CBLOL. Além disso, nosso time de Free Fire foi rebaixado para a série B e nas últimas horas, caímos para a série C.

Fla esports
Foto: Reprodução

Com isso, veio a desconfiança e o pensamento: “Quando teremos a projeção internacional que disseram que teríamos?”. Nosso time de Free Fire é terceirizado, nossa comunicação é uma das piores do cenário e nosso time de LOL possui um técnico que, segundo relatos, cometeu abuso psicológico e ainda assim, não obtivemos esclarecimento sobre a situação. Além disso, em nossas outras modalidades, a torcida não sabe quando o time está jogando devido a mesma falha da comunicação desastrosa.

Nossa organização ainda não ingressou no cenário do Counter-Strike, que é uma das maiores projeções brasileiras internacionalmente. Tampouco, entramos no Valorant, que já está se consolidando, entre outros.

Permanece o questionamento: A Simplicity está realmente interessada em crescer junto à marca mais valiosa do país? Ou o plano é economizar gastos para obter lucro futuro?

O maior patrimônio do Flamengo é a torcida. E, como torcedores, exigimos maior respeito com nosso Clube.

Portanto, queremos investimentos no CBLOL, uma coach staff íntegra, competente e vitoriosa. Além de analistas, coaches e profissionais presentes que cuidem da saúde física e mental de nossos atletas.         

Queremos investimentos no Free Fire, pois, nosso lugar é na elite da competição, o Flamengo não pode e não deve jogar a segunda divisão. JAMAIS!

Queremos investimentos em outras modalidades que atraiam público e que tragam reconhecimento internacional, como é o caso de Rainbow Six, Counter Strike:GO e Valorant.

Nosso PUBG precisa de melhora URGENTE, pois o Flamengo se encontra nas colocações mais inferiores, sendo que deveria estar entre os primeiros.

Quanto ao Wild Rift, é de nosso entendimento que está apenas no início do cenário e sabemos que está melhorando.

A participação no reality show Power 2 Game é esplêndido. Nosso time feminino está incrível e é nosso maior orgulho nesses últimos Splits. Nossos cumprimentos às jogadoras e ao staff.

Para todos os tópicos citados acima, queremos um diretor de eSports experiente, profissional, que possua conhecimento em como gerir uma organização e que já tenha obtido bons resultados em outras organizações.

Não podemos ter amadores nessa área.

Queremos diretores que disponham de experiência em eSports, executando todas as decisões esportivas e que a Simplicity desempenhe apenas o que se propôs a fazer: Ser apenas o investidor.

Queremos diretores com experiência em eSports no Brasil, que estejam cientes dos acontecimentos esportivos relacionados à modalidade em que trabalha.

Além disso, queremos diretores específicos para cada modalidade, profissionais vitoriosos e que tenham experiência na modalidade. Chega de improviso!

Esperamos que nossas demandas sejam ouvidas e que a Simplicity ainda queira o melhor para o Flamengo.

O Flamengo é maior que tudo e todos!

Atenciosamente,

A Nação”

Precisamos do seu apoio para fazer o melhor site de jornalismo sobre o Flamengo. Clique AQUI e saiba como se tornar nosso apoiador!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here