Compartilhar:

Jogador do FC Famalicão, clube da Primeira Liga, revela ainda a motivação para manter a forma

O atacante Anderson Silva não para. Mesmo respeitando a quarentena devido a pandemia do novo coronavírus, ele tem trabalhado todos os dias para manter a forma e aguardar o retorno das atividades. O jogador do futebol português comparou o que aprende no país com o Flamengo de Jorge Jesus.

“O futebol aqui é muito mais forte na parte tática e exige mais o físico. Continuo sendo cobrado para decidir e fazer gols, mas agora também preciso marcar o zagueiro adversário e impedir que ele saia com a bola. Assistindo a alguns jogos do futebol brasileiro, vejo que não é tão diferente assim. O Jorge Jesus pede aos atacantes do Flamengo que façam a mesma coisa”, explicou.

Veja também: Flamengo e Alemanha: uma história cinquentenária

Com sete gols na temporada, Anderson Silva passa por uma temporada de consolidação em sua chegada a Europa. Ele deixou o Guarani em 2017 direto para o futebol profissional no velho continente. Como resultado, tem amadurecido de forma tática e técnica no futebol europeu. Portugal tem mantido a pandemia sob controle, e deve retornar aos trabalhos no dia 5 de junho até lá, é manter os exercícios em dia.

“A minha motivação tem que ser todos os dias. Agradecer pela saúde, que é o mais importante, em questão de jogos. Temos que esperar para acabar tudo para todos nós ficarmos bem e retomarmos a fazer o que gostamos”, revelou o atacante.

O Famalicão é sétimo colocado na Primeira Liga. Na equipe, Anderson Silva atua com Racine Coly, lateral-esquerdo da seleção do Senegal, e Nehuén Perez, zagueiro da seleção argentina.

Clique aqui e apoie o MRN com apenas R$ 5,00 mensais.

*Créditos da imagem destacada no post e nas redes sociais: Divulgação

Não deixe de ler também

Compartilhar: