Atuações do Flamengo: Arrascaeta coloca o jogo no bolso, Gabigol passa a régua e jornada ruim de Diego

Mundo Rubro Negrohttps://www.mundorubronegro.com
Desde 2015 somos criadores de conteúdo e publishers com o compromisso de informar ao máximo o torcedor do Clube de Regatas do Flamengo com qualidade e credibilidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

MRN Informação | Redação – Tenso. Complicado. Arriscado. 42 milhões de corações saindo pela boca. Neste 21 de fevereiro de 2021, o Mário Filho recebeu um jogo muito complicado, com lances de arbitragem que roubaram o protagonismo dos jogadores. Novamente os dirigentes roubaram a cena com suas reclamações, teorias conspiratórias e lamentações infinitas.

Venceu o Flamengo pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro sem cânticos de torcida. Mas os três pontos valeram a liderança do campeonato na penúltima rodada da competição.

Também venceu porque jogou melhor, tem o melhor time e, sobretudo, porque enfrentou um time que se mostra acostumado a colocar a culpa dos seus fracassos em terceiros. Um grande clube do futebol brasileiro não merece adotar pra si essa narrativa vitimista.

Os destaques positivos entre os onze titulares, com notas atribuídas pelos torcedores da comunidade MRN – Pensar Flamengo a partir de 7,0, foram: Rodrigo Caio, Filipe Luís, Gerson, Arrascaeta, Bruno Henrique e Gabriel Barbosa. Pedro foi bem, apesar de comemorar dois gols corretamente anulados.

Diferentemente do jogo contra o Corinthians, quando foi eleito o melhor jogador em campo, Gabi não fez uma grande partida, mas como não endeusar também aquele que deu números finais ao jogo? Barbosa chega ao 14º gol no Brasileiro, e recebeu nota 8,0 do comentarista Marcelo Batista:

“No primeiro tempo hesitou muito em algumas jogadas, principalmente em algumas que poderia ter tentado a finalização. No segundo tempo veio melhor e, como sempre, deixou a sua marca com o gol da vitória”, explicou Tiago.

Arrascaeta, após completar 100 jogos vestindo o Manto Sagrado na 36ª rodada, contra o Inter não esteve abaixo do seu potencial como naquela oportunidade. O camisa 14 colocou o jogo no bolso e foi digno de nota 10, segundo Miguel Peters.

“Foi o dono do jogo. Gol? Confere. Assistência genial? Confere. Não tem muito o que falar sobre a atuação. Cresceu demais na hora que a gente precisava”.

Entre as atuações regulares listamos Hugo, Natan, que entrou no lugar de Rodrigo Caio lesionado novamente, João Gomes que entrou no lugar de Diego. Completam a lista Everton Ribeiro (nota 5,0) e o técnico Rogério Ceni (nota 6,0).

Os destaque negativos ficaram com Diego, Isla e Gustavo Henrique. O primeiro que recebeu uma módica nota 3,0, a menor entre todos os 16 que foram a campo neste domingo. Isla levou a nota vermelha: 4,0. E Gustavo Henrique, apesar do pênalti bobo, quase se livrou do grupo dos piores com um 4,5.

Sobre Diego, Ighor Lopes decretou que “ele não conseguiu manter o nível que vinha tendo nas últimas perdidas. Errou vários passes e parecia muito cansado já no primeiro tempo”.

Leia agora as análises individuais e notas dos jogadores concedidas pelo time de colaboradores do MRN:

Hugo: Não foi exigido com as mãos, mas com os pés deu alguns sustos. O pênalti foi impossível de pegar. Nota: 6,0.
Ricardo Bitencourt – Instagram:@drbitenco

Isla: Foi razoável no ataque indo ao fundo e fazendo triangulações, mas falhou no gol do adversário ao permitir o cruzamento que deu origem à jogada do pênalti. Foi erradamente substituído por afobação do técnico quando ficamos com um a mais. Nota: 4.0.
Pedro: Entrou bem como sempre, prendendo a bola lá na frente e sempre sendo uma boa opção para jogadas ofensivas. Fez dois gols, um corretamente anulado por impedimento e outro muito mal anulado. Nota: 7.0.
Marcelo Batista – Twitter: @Antifa_crf

Rodrigo Caio: Foi seguro, como sempre, enquanto esteve em campo. Acabou saindo lesionado apos tentar uma arrancada pelo meio, ao meu ver desnecessária. Nota: 7,0.
Natan: Entrou muito inseguro, mas acabou não comprometendo. Não foi tão exigido pelo adversário com um a menos, mas quando foi, pareceu muito nervoso. Nota: 6,0.
Rafael Albuquerque – Twitter: @R_Albuquerque01

Gustavo Henrique: Falhou nos dois lances em que foi mais exigido. Primeiro quando deixou o atacante do Inter ganhar a frente, sendo obrigado a cometer um pênalti infantil; e depois quando demorou a cobrir Filipe Luis, chegando atrasado para tentar travar um chute de Rodinei já dentro da grande área. Por sorte a bola foi na trave. No restante do jogo, ganhou pelo alto ou tocou pro lado. Nota: 4,5.
Edson Lira – Twitter: @Edsonjslira

Filipe Luís: Uma bela partida do nosso lateral. Assim como nos últimos jogos, voltou a ter uma boa atuação. Foi seguro na marcação, sem dar espaço para o adversário. E no ataque foi muito importante na criação e, principalmente, na ligação com o meio de campo na saída de bola. Uma atuação de lateral de seleção. O melhor de tudo: não tomou cartão. Se tomasse, ficaria fora do último jogo, vamos pro octa!! Nota: 8,0.
Marcio Marcondes – Twitter: @mjmarcondes

Diego: Não conseguiu manter o nível que vinha tendo nas últimas perdidas. Errou vários passes e parecia muito cansado já no primeiro tempo. Nota: 3,0.
➡️ João Gomes: Entrou bem na partida, ajudou na defesa e subiu em algumas oportunidades ao ataque. Parecia um jogador experiente Nota: 6,0.
Ighor Lopes- Twitter: @ighorlps

Gostou desse conteúdo? Nós acreditamos ser possível falar sobre o Flamengo com qualidade. Seja nosso apoiador!

Gerson: Mostrou suas melhores características e ajudou o Flamengo a assumir a liderança. Mas precisa chutar na hora que tem a oportunidade de marcar!
É o melhor volante do Brasil e ajudou muito na partida. Nota: 7,0.
Vitor Mathura – Twitter: @v_mathura

Arrascaeta: Foi o dono do jogo. Gol? Confere. Assistência genial? Confere. Não tem muito o que falar sobre a atuação. Cresceu demais na hora que a gente precisava. Nota: 10,0.
Miguel Peters – @miguelpeters

Everton Ribeiro: Mais uma atuação dentro da média na atual temporada, sem inspiração. Não consegue prender a bola e nem clarear as jogadas. Ainda foi obrigado a emular um lateral-direito. Obviamente, Everton Ribeiro falhou ao tentar acompanhar as subidas de Patrick pelo seu lado, mas essa está na conta do nosso técnico com sua sapiência além do alcance de meros mortais. Nota: 5,0.
Edson Lira – Twitter: @Edsonjslira

Bruno Henrique: Foi um incômodo constante pra defesa do Inter. Ainda achou um passe ótimo pro primeiro gol. Seu único erro grave foi o gol perdido no fim, mas hoje passa. Nota: 8,0.
Miguel Peters – Twitter: @miguelpeters

Gabriel Barbosa: No primeiro tempo hesitou muito em algumas jogadas, principalmente em algumas que poderia ter tentado a finalização. No segundo tempo veio melhor e, como sempre, deixou a sua marca com o gol da vitória. Vida longa ao nosso artilheiro por aqui. Nota: 8.0.
➡️ João Lucas: Foi bem ao ataque e seguro na defesa. Teve uma boa atuação. Nota: 7,0.
Marcelo Batista – Twitter: @Antifa_crf

Rogério Ceni: Apesar da vitória, nosso treinador cometeu muitos erros. Mas vamos a alguma considerações: Rogério tem tudo pra ser um grande treinador, inclusive com capacidade de chegar em algum clube europeu. Porém, ainda comete muitos erros e demostra sua falta de experiência em momentos decisivos. Hoje, após a expulsão do time adversário, no calor da emoção para tentar ganhar o jogo, fez alterações que bagunçaram todo o esquema tático com a saída do Isla. Por sorte, uma linda jogada de nossa intermediária terminou com o gol do grande ídolo do Flamengo pós Zico: ele, ele, ele, sempre ele GABIGOL.
Depois do gol, Ceni arrumou o que havia feito ao colocar novamente um jogador na lateral direita, no caso, João Lucas.
Apesar desses erros de quem ainda está aprendendo, pelo menos não é um treinador estático. Por isso, acredito no seu potencial para próxima temporada. Nota: 6,0.
Sérgio Ribeiro – Twitter: @sergioribeiro04

Nos encontramos agora na 38ª e última rodada. O jogo é contra o São Paulo, maior algoz da temporada 2020. Hora da vingança e do título em pleno Morumbi, palco sagrado onde brilhou Rogério Ceni por mais de duas décadas como jogador profissional. Que doce acaso.

Gostou desse conteúdo? Nós acreditamos ser possível falar sobre o Flamengo com qualidade. Seja nosso apoiador!

Notícias do Flamengo

- Advertisement -

Blogs