Compartilhar:

Yago Martins, do MRN Informação

Na manhã desta segunda-feira, às 05h40 (horário de Brasília), o novo técnico do Flamengo Domènec Torrent, desembarcará em solo brasileiro junto de seus três auxiliares: Jordi Guerrero, o analista de desempenho Jordi Gris e um preparador físico. E em suas redes sociais, Guerrero já se manifestou se mostrando empolgado com o final feliz da negociação. Confira.

No Flamengo, Domènec e seu staff irão receber 1,5 milhão de euros por ano (cerca de R$ 9 milhões na cotação atual). Jorge Jesus e seus sete integrantes de sua equipe, recebiam mais do que o dobro: 3,5 milhões de euros (cerca R$ 21 milhões) anuais. O vínculo de Dome com o rubro-negro será até 31 dezembro de 2021. No final de seu contrato, o treinador e sua comissão receberão cerca de R$ 13,5 milhões, com este valor podendo aumentar com eventuais premiações.

História de Domènec

Torrent e Guardiola se uniram na temporada 2007/08, assumindo o Barcelona B. Na época, a equipe jogava a quarta divisão da La Liga, mas sob o comando da dupla, os catalães subiram para a terceira e venceram os playoffs que os classificavam para a segunda divisão. Com o sucesso, ambos foram promovidos e assumiram a equipe principal do Barça em maio de 2008. No comando da lendária equipe de Messi, Xavi e Iniesta, foram vitoriosos anos até 2012, com conquistas marcantes como a Champions League, Mundial de Clubes e La Liga.

Por ter tido sucesso ao lado de Torrent, Guardiola convidou seu auxiliar para continuar com ele nos próximos desafios, e ambos se mudaram para o Bayern de Munique. No clube alemão, conquistaram títulos como a Bundesliga e Mundial. Já em terras inglesas, a principal taça foi a da Premier League, pelo Manchester City. Ao todo, foram 24 troféus conquistados pela dupla.

Em junho de 2018, Torrent teve o desejo de ser o treinador principal de uma equipe, e se separou de Guardiola para assumir o New York City FC. Na primeira temporada ficou em terceiro lugar na conferência leste, garantindo um lugar na fase de playoffs (mata-mata), mas acabou sendo eliminado na primeira rodada.

No ano seguinte, o treinador terminou em primeiro lugar no leste, naquela que foi a melhor temporada da história no New York City. Nos playoffs, terminou eliminado novamente, desta vez nas semifinais. Torrent deixou o clube da MLS em novembro de 2019.

Créditos de imagem destacada: Reprodução/Twitter

Compartilhar: