O incêndio no Ninho do Urubu através dos olhos estrangeiros

Denise Neves
Futebol e política se misturam sim. @eudeniseneves

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Dois anos depois, veja a repercussão internacional que trouxe à tona a discussão sobre o estado de precariedade das categorias de base no futebol brasileiro

MRN Informação | Denise Neves — Na última segunda-feira, 8, o trágico incêndio no Ninho do Urubu completou dois anos. Na época, o caso ganhou repercussão internacional entre os maiores veículos de comunicação do mundo, e serviu de alerta para os inúmeros problemas enfrentados devido às condições precárias em torno das categorias de base de futebol, sobretudo no Brasil.

Leia também: Para sempre, os nossos meninos do Ninho

Jornais como Olá, Marca, The New York Times, The Guardian e Washington Post repercutiram a tragédia por diferentes ângulos, desde cobertura jornalística à nota de apoio ao Flamengo. A maneira como os grandes veículos de comunicação do mundo abordou o assunto traz uma reflexão interessante sobre o olhar de fora a respeito do futebol brasileiro.

O Mundo Rubro Negro se compromete em primeiro lugar com o acesso à informação de qualidade entre a Nação Rubro-Negra, por isso, relacionamos algumas notícias veiculadas à imprensa mundial na época do incêndio no Ninho e que valem muito a pena a leitura.

Confira a repercussão da mídia internacional sobre o incêndio no Ninho do Urubu no dia 8 de fevereiro de 2019:

Olé

O argentino “Olé”, um dos maiores jornais esportivos do mundo, prestou solidariedade ao Flamengo em uma matéria que correlacionou declarações de diversas personalidades e clubes de futebol sobre a tragédia no Ninho do Urubu.

Leia a matéria aqui.

Marca

O espanhol “Marca” falou sobre a tragédia citando as vítimas do acidente e apresentando um infográfico sobre do CT do Ninho do Urubu. Na matéria, o jornal esportivo também dispõe de um tweet de Vinicius Jr lamentando o episódio, atleta que ganhou notoriedade vindo também da categoria de base rubro-negra e joga atualmente pelo futebol europeu.

Leia a matéria aqui.

Mundo Deportivo

O espanhol “Mundo Deportivo” fez uma cobertura quase que em tempo real sobre o incêndio no Ninho do Urubu. Através de um único link, o site atualizava a todo instante com informações sobre a tragédia.

Leia a matéria aqui.

Ainda no dia 8 de fevereiro de 2019, o jornal elaborou uma reportagem sobre a vítima fatal Bernardo Pisetta, relatando que o jovem era fã Danilo Padilha, ex-jogador da Chapecoense, falecido no acidente de avião ocorrido em 2016.

Leia a matéria aqui.

Dias depois do acidente, em 16 de fevereiro de 2019, o jornal esportivo também abordou o assunto. Desta vez, sobre as condições das instalações que abrigavam os meninos do Ninho, no CT do Flamengo.

Leia a matéria aqui.

Reprodução

The New York Times

O americano “The New York Times” também repercutiu a maior tragédia da história do Rubro-Negro. Na reportagem, o jornal inclui um vídeo com o pronunciamento do presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, e faz a sua abordagem sobre o acidente reunindo depoimentos e análises a respeito do futebol brasileiro.

Leia a matéria aqui.

The Guardian

O britânico “The Guardian” publicou uma matéria sobre o incêndio no Ninho do Urubu, relatando o ocorrido e apresentando declarações de pessoas envolvidas na tragédia como sobreviventes e parentes. Além disso, o jornal faz uma breve abordagem de pronunciamentos de personalidades rubro-negras mundialmente conhecidas lá fora, como Zico e Vinicius Jr.

Leia a matéria aqui.

The Washington Post

O americano “The Washington Post” falou sobre a tragédia e também repercutiu a declaração de Vinicius Jr. na época. Além disso, a matéria faz uma breve crítica às condições enfrentadas pelas categorias de bases em centros de treinamento de clubes brasileiros.

Ao falar sobre o tema, o jornal cita um episódio envolvendo o Vasco da Gama em 2012, quando um jovem de 14 anos morreu durante uma seletiva para o clube em um centro de treinamento não oficial.

Leia a matéria aqui.

Reuters

A agência de notícias britânica “Reuters” abordou sobre o incêndio no Ninho relatando o ocorrido e dando destaque em tom crítico sobre a realidade do tratamento de clubes brasileiros a atletas das categorias de base, fazendo citação não só ao Flamengo como também ao Vasco e ao Botafogo.

Leia a matéria aqui.

A realidade da juventude no futebol

A maior tragédia da história do Flamengo também serviu de alerta sobre a realidade em volta do futebol das categorias de base, onde milhões de jovens vivem em situações de precariedade na busca do sonho de se tornar um jogador profissional.

Em 6 de abril de 2019, o The New York Times fez uma reportagem excelente abordando o assunto. Na matéria, são relacionados acontecimentos do triste episódio contando histórias de algumas vítimas e de seus familiares, correlacionando com a dura realidade de milhares de famílias pobres que investem as suas vidas no sonho de transformar um jovem atleta em um astro da bola.

Leia a matéria aqui.

Notícias do Flamengo

Blogs