Ceni celebra título da Supercopa, elogia Diego Alves e valoriza Flamengo: “Camisa pesa muito”

Isaac Simoes
Jornalista, apaixonado por esportes e pela cultura fantástica do futebol. Trabalhei na TV Pajuçara (afiliada da Record em Alagoas), no Jornal Gazeta de Alagoas e no Portal Gazetaweb. Atualmente sou redator nos portais Mundo Rubro-Negro e Esporte Alagoano. Me siga nas redes sociais @isaac_siimoes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

MRN Informação | Isaac Simões — Rogério Ceni celebrou neste domingo (11) a conquista da Supercopa do Brasil com o Flamengo. Campeão Brasileiro pelo clube, o treinador levantou o segundo troféu no Rubro-Negro, após vencer o Palmeiras nos pênaltis, em Brasília. Na coletiva, Ceni destacou a força do Mengão em momentos decisivos, valorizando o planejamento traçado no início da temporada.

“Mérito não é em si do jogo, mas o planejamento que fizemos para estar aqui neste momento. No começo muitos questionaram a gente não estar presente na beira do campo. Não tivemos o mesmo teste que o Palmeiras teve, mas conseguimos dar alguns dias de folga e trabalhar durante duas semanas. Muitas sessões que ajudaram o time a chegar numa condição física boa para tenta igualar o Palmeiras e sair vencedor. Além da qualidade do grupo, notamos que todos têm prazer de estar juntos todos os dias. É um clube em que a camisa pesa muito. Nas decisões ela falta alto sempre”, falou.

Leia também: Gabigol marca na Supercopa e se isola na artilharia do Flamengo no século XXI

Ceni elogia Diego Alves

Ceni também destacou a importância de Diego Alves na conquista do Flamengo. Isso porque o goleiro defendeu três pênaltis do Palmeiras e se transformou em herói do título rubro-negro.

“Em dezembro, o Diego estava para sair do Flamengo. Eu sei o valor da experiência de um goleiro aos 35 anos, o que ele pode acrescentar não só com defesas, mas no dia a dia, com diálogo, comunicação. Eu acho que ele devolve muito à torcida o esforço feito para ele ficar. Nos pênaltis, é mais fácil estar no gol do que como treinador. É 100% mérito dele. É muito da percepção, muito intuitivo para o goleiro. Ele acreditou até o fim. Dois pênaltis abaixo, faltando duas cobranças, é muito difícil reverter. Só mostra o grande goleiro que ele é e o acerto que tivemos ao mantê-lo por mais um ano”, disse o treinador.

diego alves flamengo
Diego Alves defendeu três pênaltis na decisão contra o Palmeiras – Foto: Marcelo Cortes / Flamengo

Rogério Ceni chegou ao Flamengo no início de novembro de 2020, após a demissão de Domenec Torrent. Contudo, o ex-goleiro sempre conviveu com críticas por parte da torcida desde a sua chegada, principalmente depois das eliminações na Copa do Brasil e Libertadores. Por isso, quando perguntado sobre o início de uma Era de títulos no clube, Ceni fez questão de relembrar a situação.

“Eu espero que sim. Espero que a gente carregue no nosso coração sempre o desejo de ver o Flamengo lá em cima. Sei que existem as desconfianças, as dúvidas, mas ninguém mais profissional, ninguém tem mais desejo de ver esse time vencedor do que eu. Meu desejo hoje é ver o Flamengo no ponto mais alto. Esse time mostrou que o coração vermelho e preto continua batendo forte”, disse o técnico.

Vencer o Palmeiras

Rogério Ceni também falou sobre a felicidade em vencer dois títulos no Flamengo em um espaço curto de tempo. Além disso, o treinador valorizou o fato do adversário ter sido o Palmeiras, campeão da América e da Copa do Brasil.

Veja também: Flamengo fecha patrocínio pontual com a Amazon para a Supercopa

Flamengo Campeão Supercopa
Flamengo foi bicampeão da Supercopa do Brasil – Foto: Alexandre Vidal / Flamengo

“Eu me sinto muito feliz. Ser campeão brasileiro em fevereiro, estamos em abril e podemos comemorar outro título, tendo em vista o tamanho do nosso rival, que valoriza ainda mais a nossa conquista. Os dois times que mais venceram no Brasil no ano passado. Começamos com mais um grande jogo, o horário talvez prejudique um pouco o desempenho das equipes, mas é um jogo que fica marcado como especial. O quarto título nacional dessa era do Flamengo, e o meu segundo no clube”, destacou Rogério.

Após a conquista da Supercopa, o Flamengo volta a focar no Campeonato Carioca, já que enfrenta o Vasco na próxima quarta-feira (14), às 21h, no Maracanã.

Isaac Simões no Twitter e Linkedin.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Notícias do Flamengo

Blogs