31.8 C
Rio de Janeiro
quinta-feira, janeiro 28, 2021

Churrasco entre jogadores do Flamengo era comum desde 2019

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Ex-Flamengo, Rafinha revelou que os churrascos na temporada passada unia o grupo

MRN Informação | Yago Martins – Twitter: @YagoM23

Após um início turbulento no Flamengo, o técnico Rogério Ceni está tendo tempo para trabalhar após eliminações na Copa do Brasil e na Libertadores. No entanto, uma notícia trazida pela jornalista Raisa Simplicio não caiu muito bem entre os torcedores. De acordo com a repórter, na última terça, houve um churrasco no Ninho do Urubu com elenco e a comissão técnica. A torcida não perdoou e muitas críticas foram encontradas nas redes sociais.

No entanto, essa confraternização era comum entre todos no ano passado – em que o clube foi campeão Carioca, Brasileiro e Libertadores. Em sua coletiva de despedida, o lateral-direito Rafinha revelou que durante a temporada passada fez muito churrasco para unir a equipe.

Esses caras sabem o que eu fiz para poder unir o nosso vestiário, eu tenho esse espírito de liderança e eu lutei muito para que esse grupo fechasse. Eu coloquei algumas regras, eu fiz muito churrasco para o nosso time, une o time“.

Leia também: Rivais se desesperam com compra do Fla por Pedro: ”Torço pela falência”

Um dos motivos do churrasco desta semana foi a vitória de sábado contra o Botafogo. Com gol de Everton Ribeiro, o Mais Querido voltou a triunfar pelo Campeonato Brasileiro, e neste sábado volta a campo contra o Santos. Relembre como foi a partida.

Botafogo: Diego Cavalieri; Marcinho, Benevenuto, Forster e Victor Luís; Zé Welison, Caio Alexandre, Honda e Bruno Nazário; Rhuan e Pedro Raul.

Flamengo: Diego Alves; Maurício Isla, Rodrigo Caio, Gustavo Henrique e Filipe Luís; Willian Arão, Gerson, Arrascaeta; Bruno Henrique e Gabigol.

A partida começou com Diego Alves trabalhando com menos de um minuto. O goleiro rubro-negro defendeu um chute forte de Pedro Raul. O Flamengo teve sua primeira chance aos 4. Pedro recebeu na direita, e chutou em cima dos defensores alvinegros.

Aos 13, Bruno Henrique recebeu na entrada da área, e chutou firme para a defesa de Cavalieri. A primeira grande chance foi desperdiçada por BH aos 14. Arrascaeta lançou o camisa 27, que entrou cara a cara com o goleiro e com desvio do zagueiro, finalizou para fora.

O domínio do Flamengo estava claro, que as chances viam sendo criadas e desperdiçadas com bastante frequência durante a primeira etapa. Porém, sem muita objetividade, o Mais Querido não conseguiu furar o bloqueio do rival nos primeiros 45 minutos.

Na etapa complementar, o Botafogo manteve sua tentativa de jogar no contra-ataque, enquanto o Flamengo continuou com dificuldades de criação de chances de gol. O gol do Flamengo saiu aos nove minutos, Gerson achou Everton Ribeiro na entrada da área, que de canhota fez 1 a 0.

Depois do gol sofrido, o Botafogo tentou sair um pouco mais para o jogo, e aos 32 minutos, Rogério Ceni colocou Vitinho no lugar de Bruno Henrique. A segunda mexida de Ceni foi aos 36, com a saída de Pedro para a entrada de Rodrigo Muniz. Aos 40, o lateral-esquerdo Victor Luís do Botafogo foi expulso após entrada criminosa em Muniz.

Na tentativa de dar mais velocidade, Michael entrou no lugar de Everton Ribeiro aos 42. O Flamengo também recebeu um cartão vermelho, após Gustavo Henrique segurar o atacante Lucas Campos na meia-lua. Mas a vitória ficou assegurada: Botafogo 0x1 Flamengo.

Notícias do Flamengo

- Advertisement -

Blogs