PRÊMIO MRN: Clique e vote na superação da temporada do Flamengo

MRN Informação | Yago Martins — O Mundo Rubro Negro está promovendo em seu Facebook, enquetes que perguntam como foi o ano do Flamengo na visão do torcedor. É a segunda edição do ”Prêmio MRN”. Clique aqui para votar.

Na categoria ”Superação da temporada”, as opções são

Gustavo Henrique

Gustavo Henrique Flamengo Barcelona
Foto: Divulgação / Flamengo

Contratado em janeiro, o zagueiro Gustavo Henrique iniciou bem a temporada, ainda sob o comando de Jorge Jesus. Na segunda rodada da fase de grupos da Copa Conmebol Libertadores, o defensor marcou de cabeça contra o Barcelona-EQU, diante de um Maracanã lotado, e parecia se firmar com a camisa rubro-negra.

Leia também: Situação financeira faz Flamengo classificar pedida de Rafinha como ‘alta’

- Advertisement -

Porém, veio a pandemia, e com ela, a saída de Jesus. O Fla optou pela chegada do catalão Domènec Torrent para substituir o português, e desde então, o futebol de Gustavo despencou. Muitas falhas individuais marcaram o segundo semestre do atleta, porém, com a demissão de Dome e a chegada de Rogério Ceni, seu futebol voltou a crescer, e foi destaque da equipe na reta final do Brasileirão.

Willian Arão

Willian Arão marca contra o Corinthians
Foto: Alexandre Vidal / Flamengo

Sempre considerado o ”patinho feio” dos torcedores, Arão começou 2020 muito bem, assim como todos os atletas rubro-negros. Porém, com o desenrolar da temporada, acabou perdendo sua posição de titular para Thiago Maia. Porém, com a grave lesão sofrida pelo atleta que pertence ao Lille, Willian Arão recuperou sua vaga na equipe.

Seu momento de maior destaque foi atuando como zagueiro improvisado. Após Rodrigo Caio se lesionar, Arão foi deslocado para fazer dupla com Gustavo Henrique, e encerrou o ano do Flamengo com chave de ouro.

Diego Ribas

Foto: Divulgação / Flamengo

Iniciando a temporada no banco de reservas, Diego não imaginaria que terminaria 2020 como titular do Flamengo, sendo o primeiro volante de Rogério Ceni. Com a lesão de Thiago Maia e o deslocamento de Arão para a zaga, a chance do camisa 10 voltar a equipe titular depois de dois anos, foi dada por Rogério Ceni.

Ribas cumpriu bem o papel, e foi peça fundamental na conquista do octacampeonato Brasileiro.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here