Compartilhar:

O primeiro jogo do Flamengo em casa nesse Campeonato Brasileiro Feminino resultou nos três primeiros pontos da equipe na competição. Vitória magra diante da Ponte Preta, por 1 a 0, com gol da meio-campista Bárbara, em cobrança de falta. Foi o seu 29º gol em 56 jogos pelo Flamengo/Marinha.

As cariocas souberam utilizar o fator casa, mostrando-se superiores na ampla maioria do jogo, com um belo futebol coletivo. As principais chances de gol foram do Flamengo/Marinha, que abriu o placar aos 25 minutos do 1º tempo. A equipe paulista jogou visando os contra-ataques, de uma forma bem defensiva.

Neste jogo, o técnico Ricardo Abrantes promoveu a estreia de três atletas contratadas nesta temporada para o Flamengo/Marinha: da goleira Kemelli, da lateral/meia Beatriz e da atacante Rafaela.

Outro fato positivo foi a utilização do uniforme novo do Flamengo. As meninas vinham utilizando uniformes de anos anteriores, e, após grande mobilização nas redes sociais, receberam novas camisas. A estreia na partida passada só não foi possível devido ao processo de aplicação do escudo da Marinha nas camisas.

Foto: Gilvan de Souza/Flamengo

Escalações

FLAMENGO: Kemelli; Rayanne, Renata Diniz, Ana Carol e Fernanda Palermo; Juliana (Patricia), Jane (Beatriz) e Bárbara; Rafaela (Flávia), Pâmela e Dany Helena. Técnico: Ricardo Abrantes.

PONTE PRETA: Vanessa, Camila, Ana Rafaela, Ana Carolina, Isabela, Ana Lurdes, Lili, Ana Paula, Ana Beatriz (Raquel), Maressa e Tatiane Antônio. Técnica: Ana Lúcia.

 

Próxima partida do Flamengo/Marinha

O próximo compromisso do Mengão no Campeonato Brasileiro Feminino será na próxima quarta-feira (09), contra o Rio Preto-SP. A partida será realizada na Gávea, com entrada franca aos torcedores.

Regulamento

O Flamengo está no grupo 2, juntamente de Vitória-PE, Foz Cataratas/Coritiba-PR, Rio Preto-SP, Santos-SP, Portuguesa-SP, Audax-SP e Ponte Preta-SP. Na primeira fase da competição, as equipes do mesmo grupo enfrentam-se em turno e returno. As quatro melhores, avançam às quartas de finais, após isso, mata-mata com jogos de ida e volta. O campeão, além do troféu, garante vaga na Libertadores da América Feminina 2019.

Créditos imagem destacada: Gilvan de Souza/Flamengo

Compartilhar: