Compartilhar:

Vivendo um momento mágico e de muita expectativa, o programa de sócio-torcedor do Flamengo bate recordes de associações mas enfrenta desafios

Por Diogo Almeida. Twitter: @DidaZico

Com um time cheio de astros e jogando o melhor futebol do Brasil com a chegada do técnico Jorge Jesus, o Flamengo está isolado no topo da tabela do Brasileiro após a 20ª rodada, com 45 pontos. E 35 anos depois, voltará a jogar uma fase semifinal da Libertadores da América.

Depois anos de austeridade financeira, apoio incondicional em momentos difíceis e expectativas frustradas quando pôde montar times mais competitivos, era de se esperar que a ótima fase de 2019 resultasse em uma corrida ao programa de sócio-torcedores do clube, o Nação Rubro-Negra.

Veja também: Sócio-torcedor, voto popular e elitização do futebol brasileiro

O crescimento de associações foi vertiginoso e hoje beira aos 150 mil (exatos 149.971 quando fechamos este texto), o maior pico histórico desde sua criação, em março de 2013. Este aumento exponencial também traz alguns problemas. Um deles, o upgrade de planos, forçou mudanças no número de convidados.

E o presidente Rodolfo Landim terá que por à prova seu prestígio diante da insatisfação de conselheiros que querem ganhar uma prioridade maior até mesmo daqueles que pagam R$ 289,90 mensais pelo privilégio.

socio torcedor flamengo 23 setembro 2019
Reprodução / Site Oficial

Mudanças sem explicações e aumento vertiginoso

A subida exponencial de sócio-torcedores veio acompanhada dos upgrades de planos de quem já estava no programa. Nos últimos meses, o Nação sofreu mudanças na configuração de seus planos superiores e até a extinção das categorias Paixão e +Raça.

Mudanças estas que não foram sequer explicadas pelo marketing da Gávea. A última delas, ainda com a venda para o jogo contra o Grêmio aberta, subtraiu o número de convidados beneficiados pelos planos +Paixão (de três para dois) e +Amor (de dois para um).

Em meio a tudo isso, em junho deste ano, o Flamengo lançou um pacote de ingressos para o Brasileirão que concedia aos sócio-torcedores (de todos os planos) compradores prioridade número um igual ao plano mais caro, o +Paixão.

No dia 16/09, a assessoria rubro-negra divulgou que 50 mil ingressos já tinham sido vendidos para o confronto com o tricolor gaúcho pela Libertadores, no Maracanã. Não houve novas atualizações. Hoje também acorreu a abertura de venda para os ST’s do plano Raça, o mais populoso do NRN. São cerca de 60 mil ingressos colocados à venda para o jogo que vale a volta à final da competição vencida no longínquo ano de 1981.

A lei da oferta e da procura em seu estado mais puro começa a traduzir a cruel tendência comercial, ou seja, quem paga mais terá sempre mais. A torcida vibra com o aumento de uma receita que é convertida para a montagem de um time ainda mais forte. No entanto, também vislumbra o quanto será difícil ver sua paixão na arquibancada.

A abertura para as vendas ao público em geral – é bom que se diga: o torcedor que não paga nenhuma mensalidade do Nação Rubro-Negra -, está programada para o distante 20 de outubro. Não existe nenhuma informação sobre o lote, se é que haverá um, para este torcedor “comum”.

Gaveanos iniciam movimento para ter prioridade sobre ingressos

Nos últimos dias, um grupo de sócios do Flamengo protocolou um pedido de emenda para que eles tivessem prioridade de compra de ingressos.

Em caso de aprovação, todo sócio apto a votar seria beneficiado pela medida. Na última eleição para presidente do clube, eram mais de 6 mil eleitores aptos.

conselheiros flamengo ingressos
Reprodução

Erratas:

¹A matéria informou que a assessoria de imprensa do Flamengo divulgou nesta segunda-feira (23/09) que 44 mil ingressos foram vendidos para o confronto diante do Grêmio, no Maracanã. Na verdade, após o dia 16/09, quando o Flamengo informou em suas redes sociais que 50 mil ingresssos já haviam sido, não houve novas atualizações referentes ao jogo da Libertadores.

²A matéria aponta que entre 2.000 e 2.500 conselheiros seriam beneficiados com a emenda proposta por um grupo de sócios do Clube de Regatas do Flamengo. Este número é referente apenas ao Conselho Deliberativo. Na verdade, em caso de aprovação, todo sócio apto a votar seria beneficiado pela medida. Na última eleição para presidente do clube, eram mais de 6 mil eleitores aptos.

O MRN depende do apoio de leitores como você para continuar fazendo uma cobertura criativa, propositiva e ética do Clube de Regatas do Flamengo. ➡ Junte-se a nós

Compartilhar: