30.8 C
Rio de Janeiro
terça-feira, janeiro 26, 2021

Confira alguns jogadores do Racing que são conhecidos dos torcedores brasileiros

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Entre os atuais jogadores do Racing, tem quem passou pela Europa e fez sucesso, mas também tem quem atuou no Brasil e não deixou saudades

Quando se vai enfrentar um adversário de outro país, é fundamental estudar o elenco do oponente para saber quais são suas principais armas. E, tratando-se de um time que acumulou 15 pontos na fase de grupos da Libertadores, ainda que passe por um mau momento, é de se imaginar que o time de Avellaneda conte com bons nomes no seu elenco. E podemos apostar que você conhece alguns jogadores do Racing.

Afinal, tem atleta que já foi fortemente sondado pelo próprio Flamengo, jogador que atuou pelo arquirrival do Mais Querido e atacante que brilhou em grande clube europeu. É bem verdade que, por conta do grande número de desfalques do mandante do jogo dessa terça (24), alguns dos mencionados na lista a seguir não estarão em campo. Mas ainda assim, vale a pena ficar de olho, caso eles estejam disponíveis para o cotejo de volta.

Lisandro López – Atacante

Revelado pelo clube onde joga atualmente, o atacante teve passagem de destaque pelo futebol europeu. Após brilhar em solo argentino, sendo artilheiro do Torneio Apertura em 2004, com 12 gols, chamou a atenção de clubes europeus. Um deles foi o Porto, que levou a melhor nas negociações e comprou o jogador pelo valor de 2,5 milhões de euros.

Em Portugal, o início de Lisandro foi bem animador. Atuando numa posição diferente da que jogava no Racing, mais pelas beiradas do campo, conseguiu ter boas atuações e ganhar a confiança de seu técnico à época. Sua importância era mais tática que técnica, e isso fica evidenciado pelos números: em 28 jogos, marcou oito gols.

No entanto, essa estatística foi aumentando gradativamente. Na temporada seguinte, 2006/07, em 31 jogos, foi às redes em 11 oportunidades. E em 2007/08, foi quando atingiu seu auge defendendo o Porto. Aproveitando-se da má fase de seus companheiros de posição, Adriano e Hélder Postiga, ganhou ainda mais chances como titular, o que aumentou consideravelmente sua média de gols. Em 27 partidas disputadas, marcou 24 vezes, ficando em 9º lugar na lista da Bola de Ouro.

Lisandro López no Porto, onde viveu sua melhor fase na carreira.

Em 2009, transferiu-se para o Lyon, onde não conseguiu atingir o mesmo brilhantismo que teve em Portugal. Por lá, conquistou apenas dois títulos. E foi na França que Lisandro viu sua carreira na Europa chegar ao fim. Em 2013, foi contratado pelo Al-Gharafa, do Catar. Ficou no Oriente Médio até 2015, quando veio para sua única passagem pelo futebol brasileiro.

Contratado pelo Internacional, teve papel importante na campanha do Colorado até as semifinais da Libertadores do mesmo ano, com três gols. Suas boas atuações levaram a diretoria gaúcha a estender seu contrato até 2017. Porém, no final de 2015, acertou seu retorno ao clube que o revelou. Ao todo, pelo Racing, Lisandro marcou 45 gols em 128 jogos.

Marcelo Diaz – Volante

Figurinha carimbada nas convocações da seleção chilena, Marcelo Díaz já foi sonho de consumo do Flamengo antes de ser contratado pelo Racing. Na época, o volante jogava pelo Hamburgo, da Alemanha, sendo peça-chave nas lutas da equipe contra o descenso na Bundesliga. O clube carioca tentou sua contratação no final do ano de 2015, mas as negociações não avançaram.

Revelado pela Universidad de Chile, chegou a ser emprestado para o Huachipato, enquanto ainda tinha contrato com a La U. Após o término desse contrato, o então técnico da equipe, Jorge Sampaoli, manifestou seu desejo de contar com o meia para a disputa da temporada de 2011. Naquele ano, contra o próprio Flamengo, Díaz teve grandes atuações na Copa Sul-Americana, em ambos os triunfos conquistados diante do Mais Querido. Mais tarde, se sagraria campeão do mesmo torneio.

No ano seguinte, fez parte da seleção da Libertadores, ao participar da campanha semifinalista da Universidad de Chile, que só foi eliminada pelo Boca Juniors. Pelo Chile, o jogador de 33 anos voltou a trabalhar com Sampaoli. Parceria de sucesso. Dois títulos de Copa América conquistados, em 2015 e 2016. O primeiro, de forma especial, jogando em casa, enquanto o segundo foi vencido em edição disputada nos Estados Unidos. As duas taças foram levantadas em finais contra a Argentina.

Pela Universidad de Chile, Marcelo Díaz foi algoz do Flamengo em Copa Sul-Americana de 2011.

Para o rubro-negro supersticioso que se agarrou no fato de “Chelo” Díaz já ter sido algoz do Flamengo em campo, uma notícia que pode ser tranquilizadora. Por conta de uma lesão no joelho sofrida ainda no início do mês, o volante será desfalque no jogo de ida das oitavas da Libertadores. Uma artroscopia foi realizada e o volante já está em processo de recuperação. Portanto, sua presença na partida do Maracanã ainda é uma incógnita.

Eugenio Mena – Lateral-esquerdo

Lateral de origem, em sua carreira, Eugenio Mena já demonstrou versatilidade. Em algumas ocasiões, atuou de zagueiro; em outras, mais avançado, como um ponta pela esquerda. Hoje, contra o Flamengo, deve desempenhar papel mais defensivo na linha de cinco homens montada por Sebastian Beccacece. Assim como Marcelo Díaz, Mena também tem passagens de destaque pela seleção chilena.

Ambos foram companheiros não somente no futebol de seleções, mas também no de clubes. Foram campeões juntos da Copa Sul-Americana, em 2011, assim como estabeleceram parceria na campanha de 2012 na Copa Libertadores. Com 32 anos, o atleta é nome conhecido no meio da torcida brasileira. Afinal, entre 2013 e 2018, desfilou seu futebol em gramados tupiniquins.

Contratado pelo Santos no seu primeiro ano no Brasil, teve destaque positivo no Peixe, clube pelo qual mais atuou, entrando em campo por 61 oportunidades. Em 2015, chegou ao Cruzeiro, então bicampeão brasileiro, mas não encontrou um bom momento na Raposa. A má fase vivida pela equipe mineira acabou prejudicando Mena, que não agradou os torcedores, o que fez com que ele recebesse poucas oportunidades no time titular.

Dos clubes que atuou no Brasil, o Santos foi o que Mena teve maior destaque.

Um fato noticiado com frequência nos principais programas esportivos foi a dívida que Mena cobrou, por mais de quatro anos, do Cruzeiro, por salários não recebidos. Já em outro clube, dessa vez no São Paulo, em 2016, também não encantou a torcida, sem conseguir se afirmar dentro do elenco.

Posteriormente, desbravou a região do Nordeste. Em 2017, chegou a Ilha do Retiro para jogar pelo Sport. Apesar de um começo promissor, dando cinco assistências nas cinco primeiras partidas, teve uma queda no seu desempenho. Pelo Leão do Recife, marcou seu primeiro gol no Brasil. Em 2018, se transferiu para o Bahia, clube pelo qual menos atuou no país (23 jogos). Lá, também balançou as redes uma única vez.

Jonatan Cristaldo – Atacante

Ficou marcado por sua passagem pelo Palmeiras. Chegou ao Palestra Itália em ano complicado para o clube. Recém-promovido da Série B, o ano de 2014 foi de mais uma luta contra o rebaixamento. Mesmo inaugurando sua nova casa, o Allianz Parque, o alviverde conseguiu se safar apenas na última rodada do Brasileirão. Os gols de Cristaldo durante a competição foram essenciais para que os paulistas não amargassem seu terceiro descenso.

Por ter “roído o osso”, o atacante argentino passou a ser xodó da torcida. Em 2015, fez parte da campanha vitoriosa da Copa do Brasil, que culminou com o título conquistado contra o Santos, nos pênaltis. Em 2016, chegou a jogar a Libertadores pelo Palmeiras, marcando gol no jogo que resultou na eliminação brasileira, ainda na fase de grupos. No mesmo ano, se transferiu para o Cruz Azul, do México.

Na seleção argentina, Cristaldo não recebeu muitas oportunidades ao longo de sua carreira. Entrou em campo vestindo a camisa de seu país apenas uma vez, não conseguindo balançar as redes. Pelo Racing, acumula dez gols em 46 partidas, o que representa uma média não muito animadora de 0,2 gols por jogo. Apesar de ser um jogador conhecido entre os brasileiros, o atacante de 31 anos não enfrentará o Flamengo nessa terça, por ter sido diagnosticado com coronavírus.

Cristaldo no Palmeiras viveu altos e baixos do clube: luta contra o rebaixamento e conquista de Copa do Brasil.

Gostou desse conteúdo? Nós acreditamos ser possível falar sobre o Flamengo com qualidade. Seja nosso apoiador!

Créditos da imagem destacada no post e nas redes sociais: Pedro H Tesch/Raw Image

Notícias do Flamengo

- Advertisement -

Blogs