Copa América pode sofrer boicote e ‘ajudar’ o Flamengo; entenda

MRN Informação | Bruno Guedes – A Copa América foi confirmada no Brasil na na última segunda-feira (31). Entretanto, segundo o GE, jogadores da Seleção Brasileira estariam insatisfeitos com a sua realização. Além disso, outra informação da “Rádio Gaúcha” diz que os atletas estariam em contato com demais seleções. Embora seja uma possibilidade remota, caso o torneio seja adiado ou cancelado, o Flamengo pode se beneficiar com a volta dos convocados.

LEIA MAIS: Flamengo acerta saída de Gerson, diz jornal; veja os valores

De acordo com o GE, a insatisfação pela escolha do Brasil como sede, descoberta via imprensa um dia depois de conversa com o presidente Rogério Caboclo, teria gerado problemas. A publicação afirma que o clima interno é contrário à realização da Copa América no país. Mas as manifestações só aconteceriam depois das Eliminatórias. Um boicote não está descartado.

Entretanto, informações da “Rádio Gaúcha” dizem que o movimento teria partido dos 20 jogadores que atuam no futebol europeu e fazem parte do atual elenco de convocados. Em entrevista nesta quinta-feira (3), o técnico Tite afirmou que o grupo da Seleção conversou com o chefe da CBF. Embora não confirmando sua posição na coletiva, Tite partilharia da mesma posição:

- Advertisement -

“Nós temos uma opinião muito clara e nós fomos, lealmente, numa sequência cronológica. E Juninho externando ao presidente qual nossa opinião. Na sequência pedimos para atletas ficassem focados exclusivamente no jogo contra o Equador, nos atenderam. Na sequência, solicitaram uma conversa com o presidente, direta e lealmente falando a ele suas opiniões. Porque (a opinião) de todos os atletas está muito clara, muito limpa. E foi externada em uma conversa direta e pessoal com presidente e comissão técnica”, declarou o técnico da Seleção Brasileira.

Apesar de poucas chances, cancelamento da Copa América ajudaria o Flamengo

Um novo adiamento da Copa América – em 2020 não ocorreu por conta da pandemia – é uma chance remota. Entretanto, CBF e Conmebol acompanham a situação. De acordo com as publicações, o movimento entre os jogadores vem crescendo e já chegou às demais delegações. Pelo lado da Argentina e Uruguai, cujos atletas são companheiros de clubes de brasileiros, teriam a mesma opinião.

Além do clima interno na Seleção Brasileira ser contrário à Copa América, outros nomes de peso já se manifestaram. Casos do lateral Cuadrado (Colômbia), os atacantes uruguaio Luis Suárez (Uruguai) e Aguero (Argentina). Os técnicos de Argentina, Peru e Chile também demonstraram preocupação pública quanto à realização do torneio no Brasil.

CONFIRA: Chile e Paraguai empatam; veja como foram Isla e Piris da Motta

Contudo, um dos beneficiados com um possível adiamento da competição é o Flamengo. Ao todo, o clube tem oito jogadores nas seleções. Além de Gabigol, Rodrigo Caio e Éverton Ribeiro na Seleção Brasileira, Gerson e Pedro estão à disposição da Olímpica. Além deles, Isla pelo Chile, Arrascaeta (com Covid e isolado) no Uruguai e Piris da Motta com o Paraguai.

Apesar da convocação para a Copa América ainda não ter sido fechada, é tratado como certo que ao menos cinco deles estará na competição. Isso prejudicaria o técnico Rogério Ceni para o início do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil. Mas caso se confirme o adiamento ou até mesmo um cancelamento em definitivo, estes atletas voltariam ao time rubro-negro.

Ceni vem treinando a equipe com improvisações por conta dos desfalques para as Eliminatórias. Contudo, o Flamengo ainda não se manifestou sobre o assunto até o fechamento da matéria.

Acompanhe o jornalista Bruno Guedes no Twitter

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here