Compartilhar:

Lucas Tinôco, do MRN Informação

Copa do Brasil pagará R$ 54 milhões ao campeão. Reajuste também aumentou valores fase por fase, totalizando R$ 72,8 milhões de premiação máxima. Como resultado, o Fla pode desembolsar R$ 66,9 milhões caso seja campeão.

O que era uma bolada ficou ainda maior. A CBF decidiu fazer um reajuste na premiação da Copa do Brasil e, como resultado, poderá pagar até 72,8 milhões de reais ao campeão, caso este dispute todas as fases. Contudo, no caso do Flamengo, o prêmio máximo serie de R$ 66,9 milhões, pois o rubro-negro entra na competição já nas oitavas.

Portanto, o aumento do prêmio máximo foi de R$ 2,8 milhões, já que poderia ser de 70 milhões de reais. Na edição passada, a vitória na final rendeu R$ 52 milhões ao Athletico Paranaense (que o Flamengo enfrenta na Supercopa do Brasil), enquanto em 2020 o valor subiu para R$ 54 milhões.

Confira a premiação fase a fase da Copa do Brasil 2020:

  • 1ª fase — R$ 1,1 milhão (GRUPO 1), R$ 950 mil (GRUPO 2) e R$ 540 mil (GRUPO 3);
  • 2ª fase — R$ 1,3 milhão (GRUPO 1), R$ 1,03 milhão (GRUPO 2) e R$ 650 mil (GRUPO 3);
  • 3ª fase — R$ 1,5 milhão;
  • 4ª fase — R$ 2 milhões;
  • Oitavas — R$ 2,6 milhões;
  • Quartas — R$ 3,3 milhões;
  • Semifinal — R$ 7 milhões;
  • Vice-campeão — R$ 22 milhões;
  • Campeão — R$ 54 milhões

Na última vez que o Flamengo venceu a competição, a premiação máxima possível era de apenas R$ 6 milhões caso superasse todas as fases do torneio, o que aconteceu com o Mais Querido.

Relembre fase a fase quem o Flamengo eliminou e quanto faturou:

  • Primeira fase: 4 a 0 no Remo (embolsou R$ 300 mil);
  • Segunda fase: 4 a 2 no Campinense (embolsou R$ 300 mil);
  • Terceira fase: 4 a 1 no ASA (embolsou R$ 400 mil);
  • Oitavas: 2 a 2 com o Cruzeiro (embolsou R$ 500 mil);
  • Quartas: 5 a 1 no Botafogo (embolsou R$ 700 mil);
  • Semi: 4 a 2 no Goiás (embolsou R$ 800 mil);
  • Final: 3 a 1 Athletico-PR (embolsou R$ 3 milhões)
Compartilhar: