28.2 C
Rio de Janeiro
terça-feira, novembro 24, 2020

Déjà vu: assim como em 2020, Flamengo de Zico também goleou Corinthians por 5×1

A goleada do Flamengo de Dome sobre o Corinthians fez rubro-negros lembrarem do maior esquadrão da história do clube

Apesar de rivalizarem pelo posto de clube com maior torcida do país, é inegável que Flamengo e Corinthians vivem momentos distintos em 2020. Um disputa ponto a ponto pela liderança do campeonato, enquanto o outro sofre com a ameaça do rebaixamento.

No entanto, um resultado igual ao que vimos no último domingo (18), sempre será atípico quando se trata de um duelo envolvendo as duas equipes. Ainda mais se tratando de uma partida realizada em solo paulista.

Porém, para os mais antigos, o clássico válido pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro soou como um agradável “déjà vu”. Afinal, o que é, para muitos, o melhor Flamengo da história, comandado por Zico, também goleou o clube do Parque São Jorge pelo imponente placar de 5×1.

Na ocasião, o capitão do tricampeonato mundial da seleção brasileira, Carlos Alberto Torres, estreava como comandante do Mais Querido.

Tarde inspirada de Zico pavimentou o caminho para triunfo do Flamengo

Na tarde do dia 17 de abril de 1983, em um Maracanã lotado por 91 mil pessoas, Flamengo e Corinthians se enfrentaram pela 3ª fase da Taça de Ouro.

O clube carioca deu início ao passeio aos 39 minutos do primeiro tempo, com um belíssimo gol marcado pelo Galinho de Quintino.

Após receber cruzamento efetuado por Leandro na entrada da grande área, Júlio César deu um lindo toque de calcanhar para Zico. O camisa 10 da Gávea teve o trabalho apenas de empurrar a bola para o fundo das redes.

Zico fazendo o primeiro gol da vitória do Flamengo por 5x1 para cima do Corinthians
Zico e Emerson Leão acompanham a bola entrando no que seria o primeiro de muitos gols rubro-negros naquela tarde.

Ainda na primeira etapa, o Flamengo aumentou sua vantagem, novamente com Zico. E, dessa vez, na maior especialidade do ídolo máximo dos rubro-negros.

Em falta na entrada da área, o Galinho cobrou com um chute forte e rasteiro, que enganou o histórico goleiro Emerson Leão. Os dois gols marcados na tarde daquele domingo ajudaram Zico a ocupar a segunda colocação na tabela final de artilheiros do Brasileiro de 1983.

Placar perigoso? Que nada!

Uma das velhas máximas do futebol consiste na crença de que “2×0 é um placar perigoso”. Assim, querendo rechaçar qualquer perigo, os comandados de Carlos Alberto Torres aproveitaram o início da segunda etapa para marcar o terceiro gol.

Logo aos sete minutos, a partir de uma troca de passes envolvente no meio campo, a bola chegou em Baltazar. Dentro da área, o atacante cruzou na cabeça de Adílio, que só escorou pro fundo da saudosa rede véu de noiva.

E foi tanto gol que deu tempo até de zagueiro marcar! Aos 30, em escanteio cobrado por Zico no corner esquerdo, Mozer subiu mais que toda a defensiva corinthiana para marcar o quarto.

E não parou por aí. Logo em seguida, na marca dos 33, Zico deu lindo passe para Élder, que livre de marcação, driblou o arqueiro adversário, ficando com o gol desguarnecido para aumentar a goleada.

Um minuto depois, Sócrates, que dois anos mais tarde vestiria vermelho e preto, fuzilou de pé direito, sem chances de defesa para Raul.

Caminhada rumo ao tri!

Sem dúvidas, um massacre que representa bem o porquê do Flamengo do início da década de 1980 ser lembrado até hoje como um dos melhores times da história do futebol brasileiro.

E, vale lembrar, ainda, que o Mais Querido se sagraria campeão daquela edição do torneio. Conquistando, a época, o terceiro título do Campeonato Brasileiro para o Flamengo.

Veja abaixo os gols dessa histórica partida:

Gostou desse conteúdo? Nós acreditamos ser possível falar sobre o Flamengo com qualidade. Seja nosso apoiador!

*Créditos da imagem destacada no post e nas redes sociais: Reprodução

Leia também

Notícias do Flamengo

Torcedores do Botafogo caem em pegadinha de flamenguistas antes de jogo contra o Fortaleza

O que os botafoguenses não contavam é que tudo não passava de uma pegadinha de torcedores do Mengão

Gabigol com a camisa do Boca gera discussão acalorada em programa argentino; assista

Gabigol posou para tirar foto com a camisa do Boca nas dependências do clube. Todos os detalhes você encontra no site do Mundo Rubro Negro

Veja as escalações que Ceni pode utilizar para Racing x Flamengo

Ceni terá os retornos de Filipe Luís e Gabigol para escalar a equipe que enfrentará o Racing nesta quarta, às 21h30. Detalhes no MRN

Willian Arão revela treinos de Rogério Ceni e mudança em relação a Domènec

Willian Arão projetou jogo difícil contra o Racing, mas revelou que o Flamengo não pretende mudar o estilo e vai jogar de forma ofensiva

Cano dá dicas ao Racing e exalta Flamengo: ”Jogam em outro nível”

Em entrevista ao Diario Olé, atacante do Vasco elogiou o Flamengo. Todos os outros detalhes na matéria do site Mundo Rubro Negro

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisement -

Blogs

23 de Novembro de 2019. Lima. Peru. Um ano da Glória Eterna

O Flamengo é o que não se explica. Há um ano, a América voltava a ser pintada de vermelho e preto, em um roteiro digno de cinema

Voamos todos na parábola de Diego

Sempre temi o destino de ser um morto soprado de inveja nas bancadas da eternidade, ressentido por um auge tardio do Flamengo

23 de Novembro ficou marcado na história rubro-negra

Nem a vitória parcial do River tirou a certeza de que aquele dia seria abençoado, afinal foi no mesmo dia 23 de novembro

O Flamengo existe porque a vida não basta

Cada um viu um filme diferente. De alguma forma, porém, todos aqueles filmes eram o mesmo. O mosaico do que é ser Flamengo

Quatro marcados, cinco perdidos: o “Pênalti para o Flamengo!” assusta em 2020

Vitinho perde o 5º pênalti do Flamengo em 2020; na temporada, o aproveitamento do clube carioca em cobranças de pênalti é inferior a 50%