Compartilhar:

A vitória da Seleção Peruana por 3 a 0 contra o Chile, na noite da última quarta-feira (3), quebrou um ”tabu” que já durava 15 anos e quatro edições da Copa América. O Flamengo voltou a ter um atleta vinculado ao clube na final da competição, e o nome dele é Miguel Trauco.

Na última vez que o fato ocorreu, os jogadores eram o goleiro Júlio César e o meia Felipe, em 2004 pela Seleção Brasileira.

Após o empate em 2 a 2 no tempo normal, o Brasil sagrou-se campeão nos pênaltis, com Júlio defendendo um pênalti de D’Alessandro. Felipe entrou na segunda etapa, no lugar de Alex.

Escalação do Brasil

Júlio César, Maicon, Luisão (Cris 35/2), Juan e Gustavo Nery; Renato, Kléberson (Diego 10/2), Edu e Alex (Felipe 17/2); Adriano e Luis Fabiano. Técnico: Carlos Alberto Parreira

Trauco em 2019

O lateral-esquerdo que atualmente vem sendo reserva no Flamengo, é titular absoluto no Peru, e a boa campanha do jogador no torneio sul-americano pode fazer com que sua realidade mude no Rubro-Negro.

Jorge Jesus esteve na vitória da Seleção Peruana por 3 a 1 contra a Bolívia, ainda na fase de grupos da competição, e irá querer ver o atleta de perto nas rotinas de treinamento.

O Peru venceu o Chile na semifinal por 3 a 0, e no domingo enfrenta o Brasil na decisão da Copa América, às 17h no Maracanã. Na última vez que um atleta do Fla disputou uma final, a seleção que o jogador defendia foi a vencedora. Trauco terá a chance de manter a ”tradição”.

Compartilhar: