A Anexa Energia acionou a 6ª Vara Cível do Rio de Janeiro, cobrando quase R$600 mil ao Flamengo. “Mesada” pedida por dirigentes foi citada.

A empresa foi contratada pelo clube no ano passado para “adequação do prontuário de instalações elétricas do Ninho do Urubu”, em junho. Já em dezembro, sem efetuar o pagamento completo, o Flamengo extinguiu o acordo. O valor cobrado pela empresa, que atua no ramo de serviços elétricos e já prestou trabalho para a prefeitura do Rio de Janeiro, é de R$ 586,9 mil.

Veja também: Landim rebate críticas em entrevista, e reforça segurança nos treinos

A empresa citou ainda que dirigentes do Flamengo teriam pedido uma “mesada” para a manutenção do contrato com o clube, e afirma que o serviço havia finalizado ainda em dezembro, mesmo sem o pagamento integral para tal.

Até o momento o Flamengo não se pronunciou diante da apuração de Nelson Lima Neto, colunista do O Globo.

*Créditos da imagem destacada no post e nas redes sociais: Alexandre Vidal / Flamengo