Entenda jogada do Flamengo que adversário não consegue parar

Desde 2019, o Flamengo tem uma jogada que se tornou uma das mais difíceis para o adversário marcar. No último domingo o Athletico Paranaense foi vítima dela. 

De acordo com o analista de futebol Raul Ando, do Categoria Canal, esse padrão tático se caracteriza com a troca de passes entre os jogadores pela direita, recuando para Gabigol, que procura Bruno Henrique na segunda trave e conclui com finalização de BH na pequena área.

- Advertisement -

Leia também: Flamengo pode alcançar melhor temporada de um clube brasileiro na história; entenda

O próprio Athletico já havia sido vítima desta mesma jogada em 2019.

- Advertisement -

Do mesmo modo, na partida de ida contra o Grêmio pela semifinal da Libertadores, o time gaúcho também foi uma das vítimas deste padrão Rubro-Negro.

Segundo Raul Ando, ainda que tenha tido pequenas alterações, esta jogada é difícil para o adversário parar, pois o time pode tentar marcar na origem ou na área, porém ainda irá gerar espaços pro Flamengo atacar.

jogo atrasado Flamengo x Athletico-PR
Fotos: Gilvan de Souza/Flamengo

“Mesmo com as variações, o objetivo segue sendo levantar para Bruno Henrique”, destacou ele. 

Como resultado, o Flamengo coleciona vítimas desta jogada, que pode até ser previsível, de acordo com o analista de futebol, mas continua sendo uma das mais difíceis de parar.

Precisamos do seu apoio para fazer o melhor site de jornalismo sobre o Flamengo. Clique AQUI e saiba como se tornar nosso apoiador!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here