Compartilhar:

O técnico Mauricio de Souza falou após a estreia do Flamengo no Campeonato Carioca, na qual o time empatou em 0 a 0 com o Macaé. Ele explicou a escolha de Matheuzinho como titular da lateral direita no lugar de João Lucas, que fez parte do elenco principal no ano passado e chegou a jogar como titular do técnico Jorge Jesus em algumas partidas na ausência de Rafinha.

— São dois grandes jogadores. Nós tivemos 10 dias para treinar e botar a equipe em campo. Claro que eu tive que fazer uma mescla pra que a gente não perdesse nem parte física nem parte técnica e tática. Nesse primeiro momento foi minha opção pelo Matheus porque ele estava mais jogado, vinha praticamente jogando o ano todo. Eu passei pra eles que a disputa por todas as posições está aberta. Mas a opção se deu pelo encaixe que eu percebi que ficaria melhor com a equipe que eu botei em campo — disse Mauricio.

A disputa ganha importância já que, com o empréstimo de Rodinei para o Internacional, o Flamengo tem atualmente apenas Rafinha como lateral-direito no elenco principal. O vice-presidente de Futebol Marcos Braz disse que o clube não está no mercado em busca de um novo nome pra posição. Matheuzinho, de 19 anos, já jogava pelo profissional do Londrina quando foi contratado no ano passado para a base do Flamengo. Ele tem convocações para seleções de base e fez parte do elenco campeão brasileiro sub-20, pelo qual disputou 47 partidas no ano, marcando dois gols. Hoje, ele foi um dos destaques da partida, principalmente na parte ofensiva, embora tenha evitado um gol certo do Macaé na defesa.

Para o técnico, o jovem time formado por uma mescla entre jogadores pouco aproveitados em 2019 por Jesus e jovens vindos do sub-20 ou que ainda estão na categoria — o mais velho em campo foi Hugo Moura, com 22 anos — não sentiu a pressão de representar o Flamengo no Campeonato Carioca.

— A gente se acostuma com isso no dia a dia. A gente sabe que pra trabalhar no Flamengo a gente tem que estar preparado para qualquer tipo de pessão. É uma coisa que pela gente passa despercebida. Em relação ao que vai acontecer depois… Nós estamos pensando no que nós temos que fazer agora. O que vai vir depois para essa garotada não depende só da gente. Eles estão muito motivados para representar o Flamengo, você pode ver hoje o quantos eles correram, o quanto eles se dedicaram. E eu posso garantir que eles não estão com a cabeça no que vai acontecer depois, mas sim em desempenhar muito bem aqui nesse momento.

A jovem equipe já terá um grande desafio na segunda rodada, quando enfrentará a equipe principal do Vasco no primeiro clássico da temporada. Os titulares só voltam de férias no dia 27.

Compartilhar: