Compartilhar:

De novo o Fla teve que correr atrás do resultado. Zico, de pênalti, diminuiu aos 30. E deixou tudo igual aos 37 em jogada pessoal

BIOGRAFIA RUBRO-NEGRA – CAPÍTULO 8 :: Por Gustavo Roman – Twitter: @guroman

Sétima Rodada

Apesar do visível desânimo, a equipe voltou a campo 72 horas depois da derrota e bateu o Olaria. Mas a partida não foi nada fácil. Tanto que os gols só saíram no segundo tempo. Julinho, que entrou no lugar de Arílson abriu o placar aos 19. Aos 31, Paulinho sofreu penalidade máxima convertida por Zico. O 2 a 0 aliviava a tensão. Só que a sorte continuava a faltar. Dessa vez, Jaime e Rodrigues Neto deixaram o estádio contundidos e dificilmente teriam condições de enfrentar o Bonsucesso.

Chegou agora? Leia a saga desde o início! >> Um 1973 para esquecer e o começo de 74; Zico vira titular com Joubert

Oitava Rodada

E se havia algum resquício de esperança de ainda brigar pelo título da Taça Guanabara ele simplesmente desapareceu depois de mais um tropeço. Mesmo jogando no Maracanã, o Fla foi dominado pelo Bonsucesso, que chegou a abrir 2 a 0 de vantagem e ainda ensaiou um olé. O time voltou a falhar muito. Especialmente na defesa. Logo aos nove minutos, Nilo tomou uma bola de Julinho. Foi a linha de fundo e cruzou. Renato se atrapalhou com Vantuir e Acelino empurrou para as redes. A melhor chance Rubro-Negra nos primeiros 45 minutos veio quando Zico deixou Paulinho na cara do goleiro. Infelizmente, o tiro carimbou o travessão.

Blog Memória Rubro-Negra :: Emmanuel do Valle: Os 40 anos do título brasileiro de 1980, parte 1: tempo de mudanças

Mal a etapa final começou a zebra voltou a passear. Aos dois minutos, Paulo Reina aproveitou mais uma desatenção da retaguarda e tocou na saída de Renato. O Flamengo partiu com tudo para o ataque. Muito mais na base da raça do que da organização. Aos seis, Zico achou Vanderlei, que penetrou no meio dos zagueiros e diminuiu. Aos 10, Paulinho cruzou. Zico emendou forte. A bola bateu no travessão e entrou. O time ainda teve tempo para conseguir a virada heroica. Mas acabou esbarrando na retranca do Bonsucesso, que tratou de fechar a casinha para garantir o resultado.

Nona Rodada

Enquanto Joubert já sofria uma certa pressão dos dirigentes e tentava acertar a equipe para o segundo turno o time entrou em campo e derrotou o Campo Grande por 2 a 0. Zico mais uma vez foi o destaque. Foram dele os passes para os gols de Rui Rei e Vanderlei.

Décima Rodada

Um clássico disputado com poucos torcedores e com os dois times já eliminados. Assim foi Flamengo e Botafogo. Apesar disso, o jogo foi até agradável. O Alvinegro esteve melhor durante grande parte do tempo. Nílson, no primeiro tempo e aos sete minutos da etapa final abriu 2 a 0.

Veja também: Um adeus em crônica: sempre estarei contigo

De novo o Fla teve que correr atrás do resultado. Zico, de pênalti, diminuiu aos 30. E deixou tudo igual aos 37 em jogada pessoal. Restava ainda mais uma partida. E depois, se quisesse disputar o título carioca de 74 o Flamengo precisaria vencer o segundo turno.

Décima Primeira Rodada

O “amistoso” da última rodada foi disputado contra o Vasco. Com as duas equipes já alijadas da disputa, o jogo foi marcado para o sábado. Já que o domingo reservava Fluminense e América num confronto direto pela conquista da Taça Guanabara. Joubert resolveu mudar novamente a formação. Na defesa escalou Humberto Monteiro, Jaime, Luís Carlos e Vanderlei . E no ataque, Rui Rei ganhou nova oportunidade de atuar ao lado de Zico. No coletivo apronto vitória dos titulares por 2 (Zico e Rui Rei) a 1 (Rogério). Só que na hora do time ir para a concentração descobriu-se que a documentação de Humberto Monteiro não havia chegado e que ele não poderia jogar. Nei foi escalado em seu lugar na lateral-direita.

Gostou desse conteúdo? Nós acreditamos ser possível criar conteúdo de qualidade sobre o Flamengo. Se você também acredita, clique aqui e torne-se apoiador do MRN.

O Clássico dos milhões começou equilibrado. Sem que nenhuma das equipes conseguisse levar perigo. Zico (num lance individual no qual passou por quatro) e Ademir perderam as melhores chances. A partir dos 30 minutos o Flamengo começou a dominar inteiramente a partida. Aos 42, Paulinho cruzou para Arílson. Ele dominou e rolou para Zico bater e marcar. 1 a 0.

Nos 45 minutos finais o equilíbrio voltou a ser a marca do confronto. Peres e Bill desperdiçaram as melhores chances do Vasco. Zico teve um gol anulado e Rui Rei chutou para fora quando estava cara a cara com o goleiro Carlos Henrique. A vitória Rubro-Negra serviu para levantar o moral da equipe e deixar os rivais empatados na terceira colocação com 15 pontos ganhos. O América bateu o Fluminense e foi o campeão da Taça Guanabara com 19 pontos. O Tricolor foi o segundo com 18. Todas as atenções estavam voltadas para o segundo turno.

Assista o programa Biografia Rubro-Negra

Compartilhar: