25.2 C
Rio de Janeiro
segunda-feira, novembro 30, 2020

Flamengo perde a decisão e fica com o vice da Champions League

Rafael Sacharny
Jornalista carioca formado pela FACHA, 25 anos e pós-graduando em Jornalismo Esportivo.

Em jogo único, Flamengo é superado pelo Quimsa e perde a chance de se tornar campeão da América novamente

O Flamengo perdeu por 92 a 86 para o time argentino do Quimsa na final da Champions League Américas, nesta sexta-feira à noite, na Antel Arena, em Montevidéu, no Uruguai.

O destaque da partida e cestinha foi o americano Brandon Rosinson, que fez 26 pontos no jogo. Ele foi eleito MVP do torneio. No Flamengo, o maior pontuador foi Marquinhos, com 20 pontos.

flamengo
Competição paralisada em março foi decidida na noite desta sexta-feira, em jogo único, no Uruguai (Foto: Paula Reis – CRF)

Jogo

1º e 2º quartos

Os primeiros dois pontos da partida foram marcados pelo time argentino de dentro do garrafão. Em seguida, Chuzito infiltrou na área pintada e deu troco. Marquinhos também iniciou quente e marcou logo após sua primeira de três. Porém, o Rubro-Negro cometeu muitos erros no ataque assim como na defesa. Com muita qualidade e bom aproveitamento nos arremessos, o Quimsa abriu vantagem e com isso o técnico Gustavo de Conti pediu tempo. O Flamengo melhorou nos últimos minutos, Chuzito se destacou novamente, mas o prejuízo já estava feito no período: 18 a 27.

No começo do quarto, o time ainda apresentava alguns erros e a falta de agressividade na defesa era nítida. Contudo, a marcação encaixou em um momento e Balbi acertou duas bolas de três para virar o placar. No entanto, o Quimsa voltou a ficar na frente do marcador faltando três minutos e foi para o intervalo em vantagem: 50 a 43.

3º e 4º quartos

No período seguinte, as coisas melhoraram para o Flamengo principalmente com Marquinhos. Mas Simpson também continuava efetivo para o ataque argentino. Hettsheimeir retornou à quadra e fez bons arremessos para o Flamengo virar o jogo de novo. O Mengão retomou a frente no placar e a vantagem chegou a cinco pontos no final do período: 68 a 63.

O período final começou com outro americano do Quimsa aparecendo bem. Brandon Robinson acertou duas vezes de fora do perímetro e recolocou o seu time em vantagem. O jogo seguia lá e cá, mas em um certo instante a bola do Flamengo parou de cair. Para piorar, o time perdeu Jonathan, que saiu com cinco faltas. O Quimsa então voltou a liderar a partida e o Flamengo apesar da luta até o final, não conseguiu se recuperar a tempo. O time argentino liderado pelos americanos foi superior e ganhou o título inédito.

*Crédito da imagem destacada: FIBA

Gostou desse conteúdo? Nós acreditamos ser possível falar sobre o Flamengo com qualidade. Seja nosso apoiador!

Leia também

Notícias do Flamengo

Os 7 jogadores que mais vestiram a camisa do Flamengo

O MRN traz abaixo uma lista com os atletas que mais entraram em campo vestindo a camisa do Flamengo. Todos os detalhes na matéria do site

A história do Flamengo contada em 366 capítulos: ‘Hoje é dia de Flamengo’ é leitura imprescindível

A história do Flamengo em mil registros e 366 capítulos: "Hoje é dia de Flamengo" é o novo livro licenciado pelo clube

Jorge Jesus detona FIFA em lista de melhores técnicos e revela para quem torcerá

Lembrando o Mundial de Clubes, o ex-técnico do Flamengo, Jorge Jesus, não fez média e detonou a FIFA por tê-lo deixado de fora

Tia Zezé se despede do Flamengo após 32 anos e recebe homenagem

Funcionária se despede do Flamengo após 32 anos e recebe homenagem

”O jogo contra o Flamengo começa hoje”, diz Barroca em apresentação

Flamengo e Botafogo irão se enfrentar no dia 5 de dezembro. Todos os detalhes você encontra na matéria do site Mundo Rubro Negro

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisement -

Blogs

23 de Novembro de 2019. Lima. Peru. Um ano da Glória Eterna

O Flamengo é o que não se explica. Há um ano, a América voltava a ser pintada de vermelho e preto, em um roteiro digno de cinema

Voamos todos na parábola de Diego

Sempre temi o destino de ser um morto soprado de inveja nas bancadas da eternidade, ressentido por um auge tardio do Flamengo

23 de Novembro ficou marcado na história rubro-negra

Nem a vitória parcial do River tirou a certeza de que aquele dia seria abençoado, afinal foi no mesmo dia 23 de novembro

O Flamengo existe porque a vida não basta

Cada um viu um filme diferente. De alguma forma, porém, todos aqueles filmes eram o mesmo. O mosaico do que é ser Flamengo

Quatro marcados, cinco perdidos: o “Pênalti para o Flamengo!” assusta em 2020

Vitinho perde o 5º pênalti do Flamengo em 2020; na temporada, o aproveitamento do clube carioca em cobranças de pênalti é inferior a 50%