25 C
Rio de Janeiro
quarta-feira, novembro 25, 2020

No primeiro dos dois amistosos preparatórios, Fla perde para UniCEUB/BRB/Brasília na Gávea

CQgSUA6WUAAcsn2


LUIZA SÁ | Twitter @luizasaribeiro
RAFAEL LISBOA | Twitter @rafinhalisboa

Em uma tarde chuvosa no Rio de Janeiro, Flamengo enfrentou UniCEUB/Brasília no Ginásio Hélio Maurício na Gávea no primeiro dos dois amistosos preparatórios para o NBA Global Games. O técnico José Neto mandou à quadra na equipe titular, Marcelinho, Marquinhos, Gegê, Mingau e Meyinsse. Já Vidal, escalou o seguinte quinteto titular da equipe do Brasília: Fúlvio, Arthur, Pilar, Giovannoni e Ronald. Fla não contou com Rafael Luz e Olivinha para esse amistoso.

No primeiro quarto, o jogo começou equilibrado com muitos erros de ambos os times, com Brasília abrindo 9 a 5 com quatro minutos de partida. Após esse baque inicial, só deu a equipe da capital federal que abriu 14 a 5, forçando o técnico José Neto a parar o jogo. Após o tempo, o rubro-negro continuou errando muitos arremessos, alguns até simples, e viu Brasília abrir 20 a 7. Logo após a primeira cesta do estreante Jason Robinson que cortou a vantagem para 10, o Orgulho da Nação cortou a desvantagem para 7 pontos, perdendo o quarto por 22 a 15, com destaque para o jovem Mingau e o novato Jason Robinson que ajudaram na reação da equipe.

No segundo quarto, a equipe carioca voltou mais ligada e conseguiu diminuir a vantagem para quatro, 28 a 24, após uma bela cesta de três de Marquinhos, obrigando Vidal a parar o jogo. Após o pedido, o jogo voltou a ser equilibrado, e a vantagem da equipe brasiliense se manteve em quatro pontos até quando faltavam três minutos para o intervalo, que foi quando a vantagem voltou para oito pontos, 34 a 26. A partir daí só restou ao Brasília administrar a vantagem e ir para o interavlo em vantagem. 38 a 32, com Flamengo vencendo no quarto, 17 a 16.

Na volta do intervalo, o Flamengo voltou melhor e aproveitando o fato do armador Fúlvio ter feito a quarta falta na partida para novamente cortar a vantagem, dessa vez para dois pontos, na metade do quarto. Nos minutos finais do quarto, o Flamengo finalmente conseguiu ficar a frente no placar, 52 a 50, algo que não aconteceu desde o primeiro quarto. Aproveitando a ansiedade de Brasília e o ótimo período de Marquinhos, o Flamengo foi para o último quarto vencendo por 55 a 50, 22 a 12 no período.

No último período, o Brasília voltou melhor e logo voltou a frente do placar em uma corrida de 6 a 0, obrigando mais um pedido de tempo do Neto. Após o pedido de tempo, o Brasília continuou melhor e abriu 3 pontos de vantagem, 60 a 57, aproveitando de erros do rubro-negro carioca. Nos minutos finais, a equipe visitante soube ser cirúrgica para levar o Brasília à vitória. Brasília 73 a 71.

Destaques

Flamengo:

Mingau- O jovem rubro-negro continua muito bem nesse início de temporada e hoje não foi diferente.

Marquinhos- Um dos mais experientes do time, foi responsável pela recuperação da equipe na partida. Melhor em quadra

UniCEUB/BRB/Brasília:

Fúlvio: Impressiona como a equipe brasiliense é outra com ele em quadra. Melhor da equipe visitante.

Arthur- Cestinha da equipe. Conduziu a equipe visitante à frente do marcador na maior parte do jogo e à vitória.

 

O Flamengo receberá novamente o Brasília amanhã (05), também na Gávea, às 19h, encerrando a série de amistosos preparatórios para a partida contra o Orlando Magic, pelo Global Games. O ingresso para a partida de amanhã é 1kg de alimento não-perecível.

Comente pelo Twitter @MRN_CRF ou direto na fanpage do MRN no Facebook (clique aqui). Sua opinião faz a toda diferença.


Luiza Sá e Rafael Lisboa são integrantes da equipe MRN Informação

ÚLTIMAS DO MUNDO RUBRO NEGRO

Uma vitória inquietante

ATUAÇÕES: Ayrton fazgolaço e Gabriel entra iluminado; NOTAS de Flamengo 2×0 Joinville

Uma vitória para mostrar que a ambição não é pequena

Arbitragem de Fla x JEC: Juiz paulista sem critério

Review do Hangout com Wallim Vasconcellos

Na Apresentação do Plano de Governo da Chapa Azul

EDITORIAL: OS 5 PRINCÍPIOS DO MUNDO RUBRO NEGRO NAS ELEIÇÕES DO FLAMENGO

 

CURTA NOSSA PÁGINA
NO FACEBOOK

SIGA A GENTE
NO TWITTER

Leia também

Notícias do Flamengo

Filmes relembram a conquista da Libertadores de 2019 pelo Flamengo

Diversas produções exaltam a Glória Eterna rubro-negra na Libertadores 2019

Flamengo e Athletico vão se enfrentar no Estádio Kleber Andrade, em Cariacica, pela ida da semifinal do Brasileirão Sub-17

Flamengo e Athletico vão se enfrentar no Estádio Kleber Andrade, em Cariacica, pela ida da semifinal do Brasileirão Sub-17

“Maradona, o Flamengo te ama, hoje e sempre”; entenda o contexto da faixa exibida em 1991

Em 1991, após prisão de Maradona, Flamengo exibiu faixa em apoio ao craque

Ex-Flamengo, meia Gabriel é anunciado como reforço do CSA

O jogador foi pouco aproveitado no Coritiba e chega ao clube alagoano para disputar a Série B O meio campista Gabriel Santana, ex-atleta do Flamengo,...

Patrocinador cancela contrato milionário com o Flamengo

A TIM cancelou patrocínio que chega ao valor de R$ 4 milhões ao Flamengo após vice acusar Landim de não repassá-lo para a parceria com o SESC/RJ

6 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisement -

Blogs

23 de Novembro de 2019. Lima. Peru. Um ano da Glória Eterna

O Flamengo é o que não se explica. Há um ano, a América voltava a ser pintada de vermelho e preto, em um roteiro digno de cinema

Voamos todos na parábola de Diego

Sempre temi o destino de ser um morto soprado de inveja nas bancadas da eternidade, ressentido por um auge tardio do Flamengo

23 de Novembro ficou marcado na história rubro-negra

Nem a vitória parcial do River tirou a certeza de que aquele dia seria abençoado, afinal foi no mesmo dia 23 de novembro

O Flamengo existe porque a vida não basta

Cada um viu um filme diferente. De alguma forma, porém, todos aqueles filmes eram o mesmo. O mosaico do que é ser Flamengo

Quatro marcados, cinco perdidos: o “Pênalti para o Flamengo!” assusta em 2020

Vitinho perde o 5º pênalti do Flamengo em 2020; na temporada, o aproveitamento do clube carioca em cobranças de pênalti é inferior a 50%