O Flamengo conta com um apoio nos Estados Unidos e pode criar sua franquia em Las Vegas. Entenda melhor a história

MRN Informação | Matheus Fonseca

A notícia do jornalista Lauro Jardim, do jornal O Globo, de que o Flamengo estaria negociando uma franquia própria nos Estados Unidos caiu como um ”bomba” entre os torcedores do Mais Querido. O objetivo do rubro-negro seria internacionalizar sua marca, criando o Flamengo USA para atuar na Major League Soccer, principal liga de futebol do país.

A maior entusiasta desta ideia seria a prefeita Carolyn Googman, que nunca escondeu o desejo de ter uma equipe de Las Vegas na MLS. Segundo a matéria de Jardim, Googman anunciaria no dia 2 de setembro a parceria entre Flamengo e a cidade para que se construísse um estádio próprio em Vegas para o rubro-negro. Tudo isso para acomodar a franquia.

O rival do Fla na cidade seria o Las Vegas Lights, que disputa a USL, segundo divisão americana. De acordo com o site Território MLS, por trás de tudo isso, também é de interesse da prefeita que o desembarque de um grande clube como o Flamengo nos EUA, faria parte de um mega empreendimento imobiliário, que erguerá um novo bairro na cidade, chamado Cushman District.

Veja também: Mauro analisa empate do Flamengo e classifica atuação como lamentável

A assessoria de imprensa do Mais Querido se manifestou sobre o caso, em contato com o jornalista do Território MLS, Diego Marques.

Em relação à nota publicada neste domingo (23/08) na coluna de Lauro Jardim (O Globo), o Clube de Regatas do Flamengo informa que vem trabalhando para a consolidação de um projeto de globalização da marca. No momento oportuno trataremos do tema com responsabilidade e máxima transparência.”

Outros clubes fracassaram nesta tentativa

O Território MLS lembrou que o Flamengo não seria a primeira equipe a tentar emplacar seu clube nos Estados Unidos. O Chivas, do México, criou uma franquia em 2004 e chegou a disputar a MLS. Porém, após 10 anos, a Major League Soccer anunciou o fim da franquia, posteriormente substituída pelo LAFC. Os motivos para o fim do Chivas USA foram, principalmente, a falta de apelo junto ao público. Fato que pode vir a acontecer com o rubro-negro.

Uma alternativa para o Flamengo seria criar sua franquia e disputar de forma inicial a liga semi-profissional, como a USL League Two que pede um baixo investimento para novos clubes.

Clubes de fora que tiveram sucesso na MLS

O New York City e New York Red Bulls são filiais de clubes europeus que possuem um grande investimento, já que foram criados justamente para receberam altos investimentos em seus plantéis. Realidade diferente do que deve acontecer com o Flamengo, que seguirá priorizando suas finanças a sua equipe no Brasil.

Gostou desse conteúdo? Nós acreditamos ser possível falar sobre o Flamengo com qualidade. Se você também acredita, clique aqui e torne-se apoiador do MRN.

Créditos de imagem destacada: Divulgação / Flamengo