”Estou com o Rogério até o fim”, garante Marcos Braz, vice do Flamengo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Torcida do Flamengo pede a queda do atual treinador

MRN Informação | Yago Martins – Twitter: @YagoM23

A crise chegou na Gávea. Na última segunda-feira, reunião atrás de reunião no departamento de futebol, avaliou a permanência ou não do técnico Rogério Ceni. Durante a tarde desta terça, cerca de 70 torcedores foram ao Ninho do Urubu para protestar sobre o atual momento da equipe. O objetivo era dialogar com algum jogador: porém, não obtiveram sucesso.

O vice-presidente de futebol Marcos Braz, que passou em silêncio durante os protestos, deu uma rápida entrevista ao jornalista Paulo Vinícius Coelho, e garantiu que pelo menos, Ceni fica no cargo.

”Estou com o Rogério até o fim. Ele pode saltar do avião sem paraquedas que salto atrás e ofereço a proteção”, disse ao blog do PVC.

Leia também: Cinco curiosidades sobre Rui Vitória, técnico oferecido ao Flamengo

Derrota para o Ceará revolta torcida

O jogo

Escalações:

Flamengo: César; Maurício Isla, Rodrigo Caio, Gustavo Henrique e Filipe Luís; Willian Arão, Gerson, Arrascaeta e Everton Ribeiro; Bruno Henrique e Pedro.

Ceará: Richard; Eduardo, Tiago, Luiz Otávio e Bruno Pacheco; Fabinho, Fernando Sobral, Vina e Lima; Léo Chú e Cléber.

Com muito calor no Rio de Janeiro, a partida começou com as equipes se estudando no Maracanã. No entanto, confortável no jogo, o Ceará abriu o placar com Vina logo aos 13 minutos: 1 a 0. Os visitantes permaneceram melhor, e aos 22, Cleber quase ampliou de cabeça. A melhor chance do Flamengo na primeira etapa foi aos 26: Arrascaeta ganhou na velocidade e chutou em cima de Richard. O Rubro-Negro continuou com muita dificuldade de criação, e nada mais criou de oportunidade.

Na etapa complementar, Rogério Ceni colocou Diego Ribas no lugar de Gustavo Henrique, e improvisou o Willian Arão na zaga. A equipe continuou com muita posse, porém sem pouca efetividade. Aos sete, Arrascaeta finalizou de voleio para a defesa do goleiro cearense. No minuto 13, outra chance. Isla recebeu na direita e chutou forte em cima da zaga. Aos 21, Pedro desperdiçou uma grande chance dentro da área, após passe de Arrascaeta. Dois minutos depois, o artilheiro do clube na temporada cabeceou para outra grande defesa de Richard.

Aos 24, Ceni sacou Everton Ribeiro e colocou Gabigol. E a movimentação dentro da área da equipe subiu de produção. Vitinho foi outra chamada de Rogério para buscar o empate. O camisa 11 entrou no lugar de Isla. No minuto 34, Arrascaeta cruzou e o zagueiro Tiago cortou a bola com o braço: o árbitro e o VAR nada marcou. Na reta final, Rogério no desespero, tirou Pedro e Filipe Luís para as entradas de Rodrigo Muniz e Renê, porém nada adiantou. Kelvin no contra-ataque ampliou o resultado: 2 a 0 Ceará.

Notícias do Flamengo

Blogs