Ex-Flamengo ataca departamento médico do clube nas redes sociais

Em post de Dener, que se aposentou por conta de sucessivas lesões, Éderson detonou o Flamengo

No último sábado (02), o ex-zagueiro Dener, revelado pelo Flamengo, anunciou sua aposentadoria precoce, aos 23 anos. No post em que divulgou sua decisão, responsabilizou o clube por tratar suas sucessivas lesões, que o levaram a pendurar as chuteiras, com irresponsabilidade e negligência. Quem apareceu para concordar com ele nos comentários foi o ex-meia Éderson, que esteve na Gávea de 2015 a 2018.

Com passagens pelo futebol europeu e Seleção Brasileira, Éderson sofria com lesões desde 2010, quando se machucou severamente em amistoso contra os Estados Unidos. Em 2016, quando mantinha sequência no Mais Querido, sofreu grave lesão no joelho, após entrada duríssima do lateral corinthiano Fagner. Em meio ao tratamento, foi diagnosticado com um tumor no testículo.

E, para Éderson, o clube foi o causador do seu câncer. “Sofri com dores absurdas todos os dias, durante meses, mas sofri ainda mais tendo que ouvir eles dizerem que não era nada, que meu problema era na cabeça. Só faltaram dizer que eu estava louco. Sofri e passei por tanto nervoso que tive até um câncer no testículo”, desabafou.

Segundo Éderson, outros jogadores passaram pelo mesmo no Flamengo

Em seu longo comentário, Éderson também fez questão de ressaltar que a negligência dos funcionários que compunham o departamento médico do Flamengo à época foi determinante no agravamento de seu quadro. “Sofri a mesma negligência e falta de competência de algumas pessoas lá daquele DM que só sabe jogar a culpa no jogador para assegurar a imagem deles com a imprensa”, ressaltou.

- Advertisement -

Ao final de sua explanação, o ex-atleta de 34 anos manifestou apoio a Dener e complementou dizendo que eles não foram as únicas “vítimas” desse contexto. “Assim como nós dois tiveram outros que sofreram da mesma maneira sem poder se exprimir, tendo que aceitar a incompetência daquelas pessoas que estão lá por status ou troca de favores”, revelou. Vale lembrar que Éderson colocou o Flamengo na justiça, buscando indenização no valor de R$1 milhão.

Carrinho de Fagner marcou o início do fim da carreira de Éderson.

Sofrimento marcou carreira de Dener

Dener culpou a forma que sua cirurgia e recuperação foram conduzidas pelo Flamengo, clube pelo qual conquistou a Copa São Paulo de Futebol Junior, em 2016. Além disso, afirmou ter provas para confirmar que houve irresponsabilidade por parte do clube no seu processo de regeneração. Segundo ele, sua breve trajetória no futebol foi marcada por inchaços e dores constantes, além de dias incansáveis de fisioterapia.

Dener sofreu uma lesão nos ligamentos do joelho esquerdo em 2017 e, desde então, nunca mais alcançou plenitude física para atuar em alto nível. Antes mesmo de dar um fim precoce a sua carreira, passou pelo Figueirense, onde também enfrentou problemas para se recuperar.

Créditos da imagem destacada no post e nas redes sociais: Divulgação

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here