Compartilhar:

Atleta é considerado um ídolo no Chile graças ao gol que classificou a seleção para as semifinais da Copa América 2015

MRN Informação – por Bruno Andrade – Twitter: @Brunolandc

O Flamengo deve anunciar nos próximos dias a contratação do lateral-direito Isla, que estava sem clube após deixar o Fenerbahçe da Turquia. De acordo com informação publicada na manhã desta segunda-feira (17), pelo jornal AS Chile, o chileno aceitou o salário oferecido pelo rubro-negro e assinará com o Mais Querido até 2022.

O vice de futebol Marcos Braz e o diretor-executivo Bruno Spindel, embarcaram no último domingo para a Espanha com o objetivo de alinhar os últimos detalhes do contrato. E antes de pegar o avião, a dupla conversou com a imprensa presente no aeroporto. “Isla é um atleta experiente, bicampeão da Copa América. Particularmente, eu gosto muito de jogador chileno. Em 2009, contratei o Maldonado. Nossa ida para Europa é para tratar dessa situação”, contou Braz.

Veja também: Além de PES 2021, Flamengo e Konami fecham outras parcerias

O que estamos fazendo no momento era o planejado após a saída do Rafinha. Confiamos no João Lucas, ficamos felizes com a atuação dele no jogo contra o Coritiba e vamos em frente. Esperamos que tenha muita coisa boa”, disse o diretor-executivo Bruno Spindel.

Mauricio Isla pode até ser um tanto desconhecido pelo público do futebol brasileiro. Mas quem acompanha melhor o futebol internacional sabe que o atleta é bastante respeitado. O povo chileno tem muito carinho pelo jogador graças ao gol que classificou a seleção chilena para a fase semifinal da Copa América de 2015, realizada no próprio país, e que acabou tornando-se o primeiro título da La Roja na história.

Isla tem 32 anos e uma carreira consolidada no futebol europeu. Revelado na Universidad Católica, o lateral passou pela Udinese de 2007 até 2011, até se transferir para a Juventus, onde atuou por quatro temporadas. Neste período pela Velha Senhora conquistou os títulos da Liga Italiana em 2012/13, 2013/14 e da Supercopa da Itália em 2012, 2013 e 2015.

Veja também: Flamengo e Isla encaminham acerto. Guga também pode ser contratado mas Atlético dificulta

Destacado pelos cruzamentos e finalizações, seu vigor físico e composição tática também chamam a atenção. É um jogador que gosta de apoiar, de chegar perto da área e impor seu ritmo ao jogo, e isso tudo sem pecar na parte defensiva. Com 1.76 de altura, a versatilidade é um trunfo desse atleta, que já chegou a atuar como volante e zagueiro e não comprometeu atuando nessas posições.

Um exemplo claro dessa variedade é a sua passagem pela Udinese. Com 153 jogos e 7 gols, Isla passou boa parte da temporada atuando como ala em um esquema de 3-5-2, e em algumas possibilidades, também jogou como volante no esquema 3-5-1-1.

Já na Juventus, não conseguiu ser titular absoluto. Porém, quando solicitado, cumpriu bem o seu papel. Em um esquema de 4-4-2, jogava na posição que é consagrado, a lateral-direita. E quando variado ao 3-5-2, possuía o papel de ser o zagueiro jogando pela direita, ou ala, como na Udine. Sua passagem pelo time de se encerrou em 2014, sem nenhum gol marcado. Na passagem pelo Fenerbahçe, seguiu na faixa direita do campo.

Entretanto, seu ápice na carreira acontece na seleção chilena. Em 2015, quando saiu como herói após conta , Isla foi titular atuando no esquema 4-3-1-2 e 4-3-3 como lateral. Com um time intenso, o esquema também variava para o 3-4-1-2, com Vidal fazendo o meio campo. Nessa formação, Isla voltava a atuar pela ala, na faixa de meio campo. Já na Copa América do Centenário, em 2016, atuou na lateral em toda competição.

Veja também: Lateral agenciado por empresa de Léo Moura é emprestado pelo Santa Cruz ao Fla

Caso a contratação seja concretizada, Isla será o terceiro estrangeiro do elenco e mais um com bagagem internacional. O Mais Querido segue tentando finalizar toda a negociação para que o atleta faça a sua estreia o mais rápido possível.

Ajude a divulgação rubro-negra de qualidade: Seja apoiador do MRN e participe do nosso grupo de Whatsapp.

*Créditos da imagem destacada no post e nas redes sociais: Henry Romero/Reuters

Compartilhar: