Compartilhar:

Faltam 5 dias para o jogo mais importante da atual geração de torcedores

A conta regressiva para a final da Libertadores continua. Faltam apenas 5 dias para o jogo mais importante da história do Flamengo nos últimos 38 anos, e o árbitro chileno Roberto Tobar foi o escolhido pela Conmebol para apitar o confronto contra o River Plate, em Lima no Peru.

Tobar já foi o árbitro principal em dois jogos do rubro-negro nesta edição da Libertadores. E nas vezes que o chileno esteve trabalhando em partidas do Fla, os cariocas comemoraram após os 90 minutos.

PEÑAROL 0 X 0 FLAMENGO

Na última rodada da fase de grupos, Tobar foi o árbitro de Peñarol e Flamengo. Bastava o empate no Uruguai para o rubro-negro se classificar, e ele veio. Porém, a nota negativa fica pela polêmica expulsão do lateral-direito Pará, atualmente no Santos.

Na época, Roberto Tobar aplicou um segundo cartão amarelo no jogador, após uma falta na lateral de ataque do Peñarol. O lance gerou muita revolta por parte de jogadores e comissão técnica do Flamengo. O rubro-negro ficou quase 20 minutos com um jogador a menos, mas segurou a pressão e se classificou.

FLAMENGO 2 X 0 INTERNACIONAL

Em sua outra partida, sem muitas polêmicas. Tobar fez uma boa arbitragem na partida de ida das quartas de final da Libertadores. O rubro-negro venceu o Internacional por 2 a 0, com dois gols de Bruno Henrique no Maracanã.

Os colorados reclamaram de um toque de mão de Rafinha dentro da área. Após revisão do VAR, Tobar viu “braço encolhido” do atleta do Flamengo e deu apenas escanteio para a equipe gaúcha.

Roberto Tobar também foi o árbitro da decisão da Copa América, entre Brasil e Peru.

A bola rola para a final neste sábado (23), às 17h, no Estádio Monumental Universitário de Lima, no Peru.

Não deixe de ler também

Compartilhar: