Compartilhar:

Da Redação

Na estreia de Jorge Jesus diante da torcida do Flamengo no Maracanã, o time rubro-negro passou como um trator pelo bom time do Goiás. O Mengão agora aguarda o fechamento da décima rodada do Brasileirão com 20 pontos e baixa para seis pontos a diferença para o líder Palmeiras.

Os membros do grupo de Whatsapp MRN – Pensar Flamengo fizeram a análise individual dos jogadores do Flamengo.

Ajude o MRN a manter este trabalho! Torne-se apoiador e faça parte da nossa comunidade! Acesse Catarse.me/mrn ou PicPay.me/mrn_crf.

Quer entrar no grupo de bate papo do MRN? Peça convite nos comentários desse post!


Diego Alves

Marcio Marcondes – Twitter: @mjmarcondes

Em boa parte do jogo foi um mero espectador. Teve dois lances importantes no jogo. No gol que sofreu, se posicionou certo e aguardou a decisão do jogador como manda o manual e por muito pouco não tocou na bola; não tinha muito o que fazer. A outra foi no segundo tempo, em um lance que o atacante adversário entrou sozinho e que conseguiu cortar com categoria atuando como “líbero”. No mais, esteve bem nas reposições e no suporte aos zagueiros na saída de bola. Diego Alves embaixo dos paus é indiscutível e no esquema de Jorge Jesus vai precisar jogar mais com os pés. Precisa evoluir nesse quesito e no jogo de hoje mostra que está: 21 passes certos, nenhum errado e 3 lançamentos, 2 certos e 1 errado. Nota 8.

Rafinha (Rodinei)

Flávio Loss – Twitter: @07_Fla

Rafinha: Fez um jogo bem seguro, bons passes e muita consciência tática, deve crescer ainda mais tendo sequência.
Nota 9.

Rodinei: Entrou com o jogo ganho, não comprometeu, chegou bem algumas vezes no ataque. Nota 7.

Rodrigo Caio

Ivo Soares Junior – Twitter: @ivofsjr

Uma falha clamorosa no gol do Goiás comprometeu toda a sua atuação, gerando uma certa insegurança no decorrer do jogo e sendo salvo pela brilhante atuação de todo o time. Nota 5,0.

Léo Duarte

Willian sian herzog – Twitter @williansian

Léo Duarte fez uma boa partida. A entrada de um bom lateral pode ter sido um alento para ele voltar a ter a regularidade que obteve no ano passado. Seguro e confiante, mostrou que com uma boa organização tática tem potencial para crescer. Nota 7,5.

Trauco

Luiz André – Twitter: @luizandr7

Defensivamente pouco exigido. Fez poucas faltas. No ataque, participou do segundo e quinto gols ativamente. Qualidade de passe boa como habitual. Nota 6.5.

William Arão (Cuéllar)

Sérgio Ribeiro – Twitter: @sergioribeiro04

Arão: Acertou alguns passes, mas ainda um pouco perdido na marcação, roubou apenas uma bola. Nota 6.

Cuéllar: Entrou bem, fez o normal dele. Números parecidos com o Arão. Nota 6.

Diego

Alvaro Oliveira Filho – Twitter: @alvaroomello

Diego teve uma atuação destacada no posicionamento e função propostos por Jorge Jesus.

Na fase ofensiva aproveitou bem os espaços concedidos pela equipe goiana, sendo preciso nos passes e organizando bem o início da etapa ofensiva, com ataque à área adversária em vários momentos, sempre buscando triangulações com Trauco e Arrascaeta.

Na fase defensiva contribuiu com dois desarmes e posicionamento central mais à esquerda na segunda linha quase sempre correto.

Como o Flamengo teve muito mais a bola, destaque para nova função de organização e boa condução na primeira fase ofensiva.

Note-se que ele deve ser o responsável pelas bolas paradas diretas próximas à área. Já escanteios e bolas paradas indiretas são com Everton Ribeiro e Arrascaeta. Nota 8.

Everton Ribeiro

Lima Santos – Twitter: @limasantosjr

ER7 atualmente é o craque do time, e, mais uma vez fez uma excelente partida, com boas tabelas com Rafinha pela direita no primeiro tempo, e ótimas assistências para os companheiros no segundo tempo. Destaque para a jogada do segundo gol de Gabriel. Nota 8.

Giorgian De Arrascaeta

Francisco Schiffler Netto – Twitter: @fschiffler1981

Acredito ser mais velho, apesar de 48 anos, do que a maioria dos amigos do grupo! É pelo meu tempo de devoção ao nosso Flamengo e ao nosso Ídolo maior que tive o privilégio de ver no “tempo real” grande parte dos seus 53 “hat tricks”…. Porém, amigos, hoje eu tive a satisfação de ter um belíssimo deja vu! Como se nosso galinho transmuta-se no Arrascaeta! Nosso gringo teve uma atuação soberba: três lindos gols, duas assistências e um sem número de passes que não foram aproveitados ou foram defendidos pelo bom goleiro goiano! Se Deus me permitisse, pediria para ser Nelson Rodrigues por uma hora para escrever com toda a eloquência e arte a atuação do Arrasca… Me deu muita saudade do Galinho! Incontestavelmente 10. Desculpem a enrolação!! Não é possível se basear apenas em aspectos técnicos e estatísticas para esta análise…. Foi puro estado da arte!!!! Nota 10.

Bruno Henrique (Vitinho)

Antonio – Twitter: @Antônio antoniorn_07

Bruno Henrique: Centralizado e caindo pela esquerda, Bruno Henrique fez um bom primeiro tempo. Em belo cruzamento de Arrascaeta, marcou seu gol (com ajuda do goleiro Tadeu). Na intensidade, estava um pouco abaixo do resto do time. No início do segundo tempo fez uma boa puxada de contra-ataque e inversão para o Everton Ribeiro. Esteve sempre centralizado nos cruzamentos buscando a cabeçada. Partiu para cima no segundo tempo. Sofreu falta na entrada da área… Melhorou a intensidade. Fez trocas de lado com Gabriel e caiu eventualmente pela direita. Nota 7.

Vitinho: Aos 26 do segundo tempo, entra Vitinho jogando como meia pela direita, dobrando a marcação com Rodinei. Ou seja, jogando na posição inicial de Everton Ribeiro liberando-o para jogar. Infiltrou menos que Bruno Henrique, entretanto, distribuiu melhor o jogo. Aos 35′ proporciona contra ataque em erro de passe. Teve um bom cruzamento e boa finalização de fora da área. Nota 6.

Gabriel

Flávio Prevot – Twitter: @PrevotFlavio

Embora tenha perdido alguns gols, Gabriel Barbosa, o Gabigol, teve mais uma boa atuação. Foi o jogador do Flamengo que mais finalizou na direção do gol: 5 vezes. Presenteado com dois passes açucarados de Arrascaeta, deixou seus dois gols nas redes goianas. Correu e teve boa movimentação. Mostrou oportunismo no segundo gol e continua mantendo uma boa média de gols no Flamengo. É o artilheiro do campeonato! Nota 9,0.

Jorge Jesus

Rafael Sousa – Twitter: @rafasousa08

Jorge Jesus assustou boa parte da torcida ao barrar Cuéllar e deixar somente William Arão na proteção da zaga. Vale lembrar que ele sempre rodou bem o elenco por onde passou, principalmente os meio-campistas. Ainda assim, o time só sofreu defensivamente durante um curto espaço de tempo: após o empate do Goiás na falha de Rodrigo Caio. No mais, foi um atropelo do time comandado pelo português. O goleiro do time esmeraldino tomou 6 gols e ainda fez 7 defesas difíceis. Um massacre que há tempos o Flamengo não impunha no Brasileirão. JJ ainda preservou Rafinha no segundo tempo ao colocar Rodinei, visando o importante jogo desta próxima quarta-feira. Colocou Cuéllar para adaptá-lo ao esquema tático; e Vitinho pra ir ganhando mais confiança. Ótimo início do treinador brasileiro no Flamengo e é inevitável a empolgação da torcida. Nota 10.

O MRN depende do apoio de leitores como você para continuar fazendo uma cobertura criativa, propositiva e ética do Clube de Regatas do Flamengo. ➡ Junte-se a nós

Compartilhar: