Compartilhar:

“A vontade de sempre trabalhar para buscar os detalhes, a melhora contínua, de forma intensa é a cara do Flamengo”, afirma Landim

MRN Informação | Ighor Lopes

Nesta sexta-feira (17/07), o Flamengo divulgou oficialmente, através de uma coletiva em seu canal oficial no Youtube, a parceria com a equipe do SESC-RJ em busca de retomada por títulos no vôlei. O projeto contará com Bernardinho para comandar a equipe rubro-negra nessa empreitada, que promete ser muito vitoriosa dentro e fora de campo. 

Como o MRN antecipou ontem, a informação de que ocorreria a união entre as equipes já era divulgado de forma extraoficial, entretanto, apenas na live de hoje foram expostos mais detalhes sobre essa parceria. Landim explicou, entre as diversas questões envolvidas, uma das maiores concordâncias que as partes apresentavam entre si era a escolha de Bernadinho para dirigir a nova equipe: “Atitude é algo muito importante na vida. Essa vontade de sempre trabalhar para buscar os detalhes, a melhora contínua, de forma intensa. Essa atitude talvez seja o que o levou (Bernardinho) a esse sucesso todo na vida. É a cara do Flamengo, essa vontade de sempre ganhar, disputar e melhorar. 

Leia também: O adeus do traidor

Outra informação importante é que o Flamengo não utilizará sua vaga, já que o Mais Querido irá formalizar a parceria através do CNPJ do SESC-RJ, clube que já conquistou 12 vezes a Liga. Além disso, os clubes tem interesse em mandar os jogos no Maracanãzinho, porém, necessitando de uma ampliação na licença, já que o contrato do Flamengo com o complexo do Maracanã se encerra no final do ano. 

Porém, enquanto não ocorre um acordo por essas licitações, e principalmente, devido ao fato da ausência de público ocasionado pela pandemia da Covid-19, os jogos da Superliga Feminina de Vôlei, inicialmente serão disputados nas quadras da Gávea, quando o mando for da equipe. 

Como foi citado inicialmente, essa união não pretende ficar somente dento das quatro linhas, o presidente do Conselho Regional do SESC-RJ, Antônio Florencio Queiroz Júnior, destacou que a parceria pretende ajudar em vários quesitos sociais, principalmente neste momento difícil que o Rio de Janeiro vem enfrentando. 

Antônio afirmou: “Nada mais correto do que esse espírito (Ajudar o próximo), que ele( Bernardinho) carrega e seja incorporado ao SESC e ao Flamengo, cumprindo sua missão principalmente no Rio de Janeiro, ajudando o Rio a se recuperar, a se levantar nesse momento”. 

Gostou desse conteúdo? Nós acreditamos ser possível criar conteúdo de qualidade sobre o Flamengo. Se você também acredita, seja apoiador do MRN e ajude nosso projeto.

A base da equipe deve ser formada pelas jogadoras do SESC-RJ, que obtiveram um desfalque importante, a oposta Tandara, campeã olímpica com a seleção, deixou o clube para a disputa do campeonato 2020/2021, assinando com o rival paulista Osasco. A união visa conquistar sucesso na Superliga Feminina, estampando pela primeira vez o rubro-negro no uniforme. 

*Créditos da imagem destacada no post e nas redes sociais: Paula Reis / Flamengo

Compartilhar: