Compartilhar:

O árbitro da decisão do Campeonato Carioca já foi escolhido pela Ferj. Grazianni Maciel Rocha apitará o segundo jogo da final entre Flamengo e Fluminense, nesta quarta-feira (15), às 21h no Maracanã. Neste ano, Grazianni já foi o responsável pela arbitragem de outro Fla-Flu. Na semi da Taça Guanabara, vencida pelo rubro-negro por 3 a 2, o mesmo era o responsável pelo apito.

No entanto, em 2013, Grazianni foi alvo de críticas e ações judiciais pelo lado do Flamengo por erros na semifinal da Taça Guanabara, onde o Mais Querido foi derrotado pelo Botafogo por 2 a 0. Naquele ano, o rubro-negro entrou na Comissão de Arbitragem de Futebol do Rio (Coaf-RJ), com uma representação contra o árbitro.

Entenda o caso

Os advogados do clube sustentaram que o árbitro teve atuação “desastrosa e lamentável” e pediram que fossem tomadas as “providências técnicas e disciplinares cabíveis”, no intuito de evitar que ele voltasse a apitar partidas do clube.

A maior reclamação é de um suposto pênalti no lance em que a bola bateu no braço de Marcelo Mattos (volante do alvinegro na época), em chute de Rodolfo (meia que era uma promessa da Gávea).

Outro trecho da reclamação rubro-negra dava conta que que o árbitro não tinha a experiência necessária para jogos do porte de uma semifinal.

“A atuação do árbitro Grazianni Maciel Rocha no jogo realizado entre as equipes do Flamengo e Botafogo, pela semifinal do Campeonato Carioca de 2013, foi desastrosa e lamentável. O árbitro estava nervoso desde o início da partida, invertendo faltas, amarrando o jogo e deixando de marcar pênalti claro, influenciando drasticamente o resultado da partida. Não há dúvida de que a atuação do árbitro revela a sua inexperiência para apitar jogo de tamanha importância. Com atuações como essa, árbitros podem colocar em risco grande investimento de um clube para criar e manter um elenco digno de um time apto a disputar o Campeonato Carioca”.

Crédito de imagem destacada: UrsulaNery/AgênciaFERJ

Compartilhar: