Compartilhar:

Treinador deu detalhes das grandes finais que o Flamengo disputou na última temporada

Na noite da última segunda-feira (9), o canal Fox Sports convidou o técnico do Flamengo, Jorge Jesus, para ser entrevistado no programa “Jogo Sagrado”, apresentado por Benjamin Back, com as participações de Zinho, Oswaldo Pascoal, Ricardo Rocha, Mauro Naves e Carlos Alberto.

LEIA: O que os jogadores do Flamengo falaram após a vitória contra o Botafogo

SEJA SÓCIO TORCEDOR

Pré, durante e pós programa, a hastag “#JogoSagrado” ficou em primeiro lugar nos trends topics no Twitter do Brasil, com muitos torcedores comentando as declarações do Mister e tentando enviar algumas perguntas ao treinador do rubro-negro.

Durante a conversa, Jorge Jesus se emocionou ao falar sobre seu pai, contou detalhes sobre sua chegada ao Flamengo, saídas do Benfica e Sporting, vida no Al-Hilal, mas revelou também alguns bastidores da final da Libertadores e do Mundial de Clubes. Em Lima, o Fla venceu o River e em Doha, perdeu na prorrogação para o Liverpool.

Sobre a vitória na final contra o River Plate, Jesus afirmou que a parte física do Flamengo iria prevalecer na reta final, e confiava no empate, mesmo tendo ficado surpreso com a virada logo depois.

“Eu acreditei, como acredito sempre. Um gol a gente faz sempre. Sempre acreditei que faríamos um gol. Não sabia que iria vir outro logo depois. Foi uma coisa que fica na história junto com 1981”.

“Não foi chutão (o lance do Diego na final da Libertadores). Ele lançou para o Gabigol, que conseguiu criar vantagem sobre o Pinola. Se o Diego não tivesse aquela percepção do jogo, talvez não tivéssemos ganho a Libertadores.”

O “Mister” explicou o motivo da derrota contra o Liverpool, e revelou um “pacto” feito com os atletas:

“Nós não vencemos essa final com o Liverpool porque houve quatro jogadores que não estiveram no nível que eles geralmente jogam (Everton Ribeiro, Gabigol, Gerson e Arrascaeta). Se eles tivessem jogado no nível normal deles, nós tínhamos vencido o Liverpool”.

“Depois de perdermos a final, nos reunimos e conversamos que queríamos voltar lá. É meu sonho. Chegar lá com o mesmo grupo que chegamos em 2019, estaremos mais fortes”.

A entrevista de JJ chegou na imprensa portuguesa. O repórter do “Canal 11”, Helder Santos, publicou um comentário em sua rede social.

Crédito de imagem destacada: Reprodução/Fox

Sobre mim:

Twitter: @Yago_Martins23 | 22 anos, passagens por Rádio RPC, jornal Ilha Notícias e TV Ilha Carioca.

Compartilhar: