Compartilhar:

Apesar de ter levado mais de 20 mil torcedores pela terceira vez em 3 jogos do time alternativo no Carioca, o Flamengo registrou o terceiro prejuízo no borderô do Carioca na partida contra o Volta Redonda. A diferença entre a renda e os custos da partida foi de quase 210 mil reais. Com isso, o Flamengo acumula um prejuízo nos borderôs de quase 470 mil reais no Carioca.

Descontando os 50% do alugel de 120 mil reais de aluguel que o Flamengo recebe por partida, o prejuízo diminui para 290 mil reais em três rodadas do Carioca.

Enquanto isso, a Ferj, que recebe uma porcentagem da renda bruta, e não líquida, arrecadou cerca de 44 mil reais e já soma quase 180 mil de lucro nos três jogos do Flamengo no Carioca.

Hoje, a federação anunciou a transferência da partida contra o Resende, na quinta rodada, para o Maracanã, Com isso, todas as partidas do Flamengo na Taça Guanabara serão no estádio. Como o técnico Jorge Jesus anunciou que o elenco principal, sob seu comando, passará a disputar o campeonato justamente neste jogo contra o Resende, a expectativa é de estádio mais cheio e lucro para os cofres rubro-negros. Antes, porém, o time alternativo ainda joga o Fla-Flu no estádio na próxima quarta-feira.

O Flamengo assumiu a gestão do Maracanã em abril do ano passado e realizou 25 jogos como mandante no estádio depois desta data em 2019. Não teve prejuízo em nenhum deles. Mas apenas o primeiro foi pelo Campeonato Carioca, justamente a segunda partida da final contra o Vasco.

Como o MRN antecipou em reportagem exclusiva na sexta-feira, o clube voltou a pagar pela realização de exames antidoping, opcionais no Carioca, pela primeira vez no Carioca. Desde 2016, o Flamengo é o único clube do Carioca a optar por pagar pelos exames, mas nas duas primeiras rodadas um erro burocrático impediu que os testes fossem realizados. O custo do exame é de R$ 6.200.

Compartilhar: