Compartilhar:

Lucas Tinôco, do MRN Informação

O volante Amaral cobra alguns direitos do Flamengo desde 2017. Hoje no Moto Club, o jogador pedia “bicho” sobre as férias, descanso semanal remunerado em dobro em semanas com dois jogos e três férias em dobro acrescidas de um terço constitucional. Após quase 3 anos, a justiça decidiu em prol do atleta.

A decisão foi da juíza Maria Gabriela Nuti, da 78a Vara do Trabalho do Rio do Tribunal Regional do Trabalho da Primeira Região (TRT-1). Ela, no entanto, negou pedidos como horas extras e direitos de arena. O valor total da dívida homologada é de R$ 442.563,57.

Flamengo rompe marca dos 28 milhões de seguidores em redes sociais e se mantém no topo da América em interações

Amaral chegou ao Flamengo em 2012. Pelo rubro-negro anotou 79 partidas e marcou apenas um gol, mas esse foi de grande importância. Na partida de ida da final da Copa do Brasil de 2013, o volante fez um belo gol no empate em 1 a 1 contra o Athletico Paranaense. No jogo de volta o Mais Querido sagrou-se campeão.

Depois de sair do Flamengo, o jogador passou por Vitória, onde atuou de 2015 a 2016. Após ser dispensado pela equipe baiana, Amaral ficou dois anos fora dos gramados até acertar com o Boa Esporte em 2018. No ano seguinte foi para o CSA e atualmente, aos 31 anos, defende o Moto Club, do Maranhão.

Compartilhar: