Compartilhar:

O MRN abriu aspas para os jogadores do Flamengo, após a classificação para a final da Libertadores

Depois de 38 anos, o Flamengo está de volta a uma final de Conmebol Libertadores. Após golear o Grêmio por 5 a 0, no Maracanã, a equipe de Jorge Jesus se tornou a segunda na história do clube a atingir este feito. Na única vez que foi a decisão, o rubro-negro na época de Zico, foi campeão em cima do Cobreloa, do Chile.

Acesse agora o http://useartillero.com e concorra a uma camisa irada na promoção de lançamento do site!

Na zona mista, os jogadores conversaram com a imprensa e falaram sobre a goleada e a final contra o River.

flamengo libertadores gremio

“O 5 a 0 pode surpreender muita gente, mas o importante é que ninguém da nossa equipe parou. A gente, em nenhum momento, defendeu o 1 a 0. A gente foi por mais, queríamos mais. E foi!”, disse Filipe Luís.

“Vamos respeitar o atual campeão da Libertadores, que é o River. Mas essa é a frase que eu posso deixar: a gente vai com força total e muita garra”, afirmou Bruno Henrique.

“Pra ser muito sincero, muito sincero mesmo, eu prefiro não ser artilheiro e ganhar os dois campeonatos”, palavras de Gabigol.

gabigol flamengo

“Agradecer ao David Luiz, que é um irmão que eu tenho no futebol e providenciou o capacete para mim. Ele e a mãe dele, a Regina, falaram com o Petr na Inglaterra, se prontificaram em correr atrás, mandaram o capacete para mim, em uma semana já estava aqui. A gente é querido em todos os lugares e, em uma situação como essa, o David Luiz fez toda a logística para mim. Deu tudo certo e tempo de jogar com ele”, disse Rafinha.

Não deixe de ler também

Compartilhar: