Atuações: confira os destaques de Flamengo 1 x 1 Aimoré, pela Copinha 2018

Bruno Vasconcellos
Amante do bom futebol e apaixonado pelo Flamengo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

A segunda rodada do Grupo 21 da Copa São Paulo de Futebol Júnior teve como destaque o empate entre Flamengo e Aimoré (RS) por 1 a 1. Vindo de uma estrondosa goleada sobre o Ji-Paraná, o Rubro-Negro entrou em campo como favorito diante da modesta equipe gaúcha, e esperava garantir a classificação antecipada. Entretanto, após abrir o placar no primeiro tempo com Luiz Henrique e desperdiçar muitas chances de gol com Lucas Silva, a equipe carioca viu os gaúchos chegarem ao empate com Dutra, aproveitando desvio na área após cobrança de lateral.

O resultado desta partida embolou a classificação da chave, que passa a ter três equipes brigando por duas vagas na última rodada. O Flamengo depende apenas de um empate para avançar. No entanto, os Garotos do Ninho podem ficar de fora da próxima fase caso percam para o Oeste e o Aimoré derrote o Ji-Paraná. Os dois jogos do grupo acontecerão na próxima terça-feira (9), na Arena Barueri.

O Flamengo entrou em campo com uma alteração em relação ao jogo anterior. Com problemas físicos, o volante Vinicius Souza sequer ficou entre os suplentes, sendo substituído por Luiz Henrique. Já no banco de reservas as novidades ficaram por conta de Matheus Alves e Yuri, que entraram na partida durante o segundo tempo.

Confira o pós-jogo: Flamengo empata com Aimoré e adia classificação na Copa São Paulo

Atuações dos jogadores

Hugo Souza (goleiro) – Diferente do jogo anterior, quando foi um mero espectador, ‘Neneca’ foi bastante exigido. O arqueiro saiu do gol com segurança, salvando o time nas bolas levantadas na área. Mas não teve o que fazer no empate do Aimoré.

Wesley (lateral-direito) – O habilidoso lateral rubro-negro não teve a mesma liberdade para chegar na linha de fundo e cruzar como no jogo anterior. No entanto, foi importante na construção de jogadas por aquele setor, principalmente nas tabelas com Lucas Silva.

Dantas (zagueiro) – Além de se mostrar atabalhoado na zaga, onde quase se enrolou com o goleiro Hugo Souza, Dantas teve péssimas aparições no ataque. Perdeu o tempo da bola levantada por Pepê e desperdiçou uma boa chance quando o placar ainda estava zerado. Em outra subida, tentou uma bicicleta, mas acabou furando dentro da área.

Patrick (zagueiro) – O promissor zagueiro de 17 anos tem qualidade com a bola nos pés, mas pecou pelo excesso de preciosismo e por pouco não complicou o time.

Michael (lateral-esquerdo) – Enrolado no início do jogo, quando o Aimoré conseguiu criar algumas chances pelo lado direito, Michael compensou com a ótima subida ao ataque, onde tinha uma avenida pela frente. O lateral participou da jogada do gol marcado por Luiz Henrique, cruzando no meio da área após receber ótimo passe de Hugo Moura.

Hugo Moura (volante) – Um dos grandes nomes do time nesta edição da Copinha, Hugo Moura está comandando a equipe tecnicamente. Cada vez mais solto em campo, o volante tem gerado opção de passe para seus companheiros, como o que originou o gol rubro-negro. Também tem um ótimo chute de longa distância e está arriscando cada vez mais.

Theo (volante) – Pouco contribuiu para dinâmica no meio-campo. No início do segundo tempo, perdeu uma boa oportunidade ao errar o domínio da bola lançada por Luiz Henrique. Falhou no gol de empate do Aimoré, quando permitiu a finalização de Dutra, que estava sendo marcado por ele. Em reação imediata, foi substituído por Matheus Alves logo após o lance. Uma noite para esquecer.

Pepê (meio-campo) – Aniversariante da noite, teve uma atuação como há muito tempo não se via. O camisa 10 regeu o meio-campo do time, distribuindo jogadas, criando opção de passes e com cruzamentos e lançamentos precisos, além da potente e sempre perigosa batida de fora da área.

Luiz Henrique (meio-campo) – Um dos destaques da partida, não apenas pelo gol que marcou.  Mostrou uma ótima visão de jogo dando ótimos passes e lançamentos, mas viu Theo e Lucas Silva desperdiçá-los. Caiu mais pelo lado direito, onde fez boas triangulações com Wesley e Lucas Silva.

Lucas Silva (atacante) – O camisa 7 criou muitas situações reais, mas esbarrou na sua crônica dificuldade de finalização, seja pelo alto ou chão. Os gols perdidos acabaram fazendo falta no final, já que o time sofreu o empate. De positivo, fez bem a parede que serviu Luiz Henrique para abrir o placar.

Wendel (atacante) – Teve uma atuação bastante discreta. Deixou Lucas Silva na cara do gol após tabela com Michael, mas este bizarramente perdeu a oportunidade na pequena área. Foi substituído por Vitor Gabriel já no final da partida.

O técnico Maurício Souza demorou a mexer no time, e só o fez depois que o Aimoré empatou a partida. Dos jogadores que entraram, Bill, novamente, mostrou muita disposição e acelerou o jogo para o Flamengo, que não conseguia reagir depois que sofreu o empate. Em sua primeira participação no jogo, o atacante recebeu um bolão de Luiz Henrique, entrou em velocidade pelo lado esquerdo, tentou abrir espaço, mas acabou permitindo a defesa de Otávio. O meia-atacante Yuri entrou aos 40 minutos do segundo tempo e também teve duas boas chances.

Substituições

Theo – Matheus Alves
Pepê – Bill
Luiz Henrique – Yuri
Wendel – Vitor Gabriel

Foto: Staff Images / Flamengo

Notícias do Flamengo

- Advertisement -

Blogs