Flamengo projeta potência no futebol feminino até 2023

Em entrevista ao ESPN Brasil, o coordenador de futebol feminino do Flamengo, André Rocha, falou sobre o planejamento do clube para a modalidade que vem ganhando força no país.

De acordo com ele, o projeto é que o Flamengo seja potência e ganhe todos os títulos em 2023. E que também possa se igualar ao futebol masculino.

flamengo corinthians pré jogo futebol feminino 2021
Foto: Paula Reis/CRF
- Advertisement -

“O projeto é que, para 2023, nós vamos ganhar todos os títulos”. Para 2022, a ideia não é ganhar todos os jogos mas “entrar todo jogo, se não como favorito, vai estar próximo (do favorito) nas enquetes como possível vitória”, destacou André Rocha.

Nos últimos dias, pessoas nas redes sociais iniciaram a campanha #FlaAssumeAsMinas pedindo para que o Rubro-Negro assuma o futebol feminino que hoje é dividido com a Marinha.

- Advertisement -

André Rocha também explicou que esta transição está sendo feita desde 2019. A maioria das jogadoras já são contratadas diretamente para o Flamengo. E isto representa 95% das atletas.

“Em algum momento ela (a parceria) foi importante em aspectos técnicos, mas, atualmente, ela é mais importante em estrutura física, pela localização, acomodação, e como contrapartida continuamos qualificando as atletas que são militares, para que representem bem a Marinha nas competições dela”, esclareceu.

flamengo evolução futebol feminino (2)
Foto: Flamengo/Divulgação

O Flamengo também reestruturou as categorias de base do futebol feminino e deve usar as próximas temporadas para observar as meninas que poderão compor o elenco profissional. 

“A gente já faz ideia de algumas e está dando oportunidades para outras. Já temos boas surpresas. Só desse período de treinamento e do primeiro jogo que elas estão fazendo, sabemos algumas meninas que com certeza vão estar compondo com a gente o elenco principal para a próxima temporada”, evidenciou o coordenador. 

O Rubro-Negro também ampliou sua parceria com o Banco BRB para patrocínio Master ao futebol feminino.

 “O Flamengo hoje, o masculino, joga qualquer jogo e você vai para o jogo com chance de ganhar. Então, na verdade, a gente tem essa ideia, esse desejo. É um desejo de todo mundo”, pontuou o coordenador.

Além disso, o Mais Querido planeja uma reformulação grande no elenco principal para que o clube possa atuar em todas as competições. André Rocha ressaltou que hoje o time não corre riscos de não participar de disputas por conta de jogos militares.

flamengo futebol feminino brasileiro a1 2021
Foto: Flamengo/Divulgação

E em 2022, segundo ele, o clube deve ter o maior elenco da série A1.

“A gente está trabalhando em uma reformulação até grande no elenco. Nós devemos ter aí, por volta de 8, talvez 10 atletas novas no clube. Então, a gente vai ter de 8 a 10. Algumas dessas vão entrar também para a Marinha e outra vão ficar somente com o Flamengo.”

Precisamos do seu apoio para fazer o melhor site de jornalismo sobre o Flamengo. Clique AQUI e saiba como se tornar nosso apoiador!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here