32.3 C
Rio de Janeiro
sexta-feira, dezembro 4, 2020

É CAMPEÃO: Com muita raça, Fla/Marinha conquista título do Brasileiro Feminino

O Flamengo/Marinha se sagrou campeão do Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino 2016 nesta sexta-feira (20). Em jogo extremamente disputado e com muita raça durante os 90 minutos, o Mais Querido conquistou a taça pela primeira vez em sua história e coroa a grande campanha deste ano. Disputando a volta em São Paulo, as rubro-negras fizeram 2×1 ainda no primeiro tempo e seguraram o resultado até o fim.

Foi brigado, com raça e merecimento. Após 180 minutos de muita batalha, o Flamengo conquistou a taça do Brasileiro Feminino e agora comemora o título inédito. As meninas entraram em campo sabendo da responsabilidade que tinham nas costas. Com a desvantagem pela derrota em casa na última terça-feira, a equipe precisava de foco e muita vontade.

Logo aos 5 minutos, Larissa, que chegou ao jogo muito mais atenta do que na última partida, fez jogada em velocidade e sofreu um pênalti. A artilheira pegou a bola, chutou bem e abriu o placar, eliminando a vantagem do Rio Preto logo de cara. Entretanto, o Flamengo vacilou e, no lance seguinte, fez outro pênalti, que foi convertido sem chances de defesa para Luana.

O duelo seguiu muito brigado, mas o Rio Preto começou a se destacar, assustando bastante o Flamengo e exigindo atenção da defesa. Com isso, o Fla precisou mudar rapidamente de estratégia e logo equilibrou o confronto, dando à final a dramaticidade esperada. Enquanto a zaga conseguia segurar as investidas adversárias, o ataque tentava a todo custo acertar as finalizações e isso aconteceu aos 45 minutos, quando a bola sobrou para Gaby marcar na falha da goleira Luciana e colocar o Mais Querido na frente novamente.

Durante o segundo tempo, as meninas não usaram a vitória para jogar apenas na defensiva e, enquanto seguravam um Rio Preto que ia muito forte ao ataque, acreditavam em Larissa e Gaby para tentar mais um gol. A partida foi muito equilibrada na etapa final e os dois times tiveram chances de marcar, mas as zagas funcionaram bem e evitaram alterações no placar. O duelo seguiu assim até que o árbitro Douglas Marques, aos 48 minutos, encerrou o jogo, consagrando o Mengo campeão do Brasileirão.

A caminhada foi longa e difícil, mas as meninas rubro-negras jogaram com muita raça e vontade durante o caminho inteiro. Durante a comemoração, a goleira Luana, que foi muito segura durante a final, falou “Não tenho nem palavras. Só posso agradecer a Deus e agradecer a oportunidade de participar de uma equipe assim. É um grupo que trabalha há muito tempo e aprende com as derrotas. Não caiu a ficha, é muito merecido“. Maurine, que chegou após o Draft desse ano, comentou sobre a conquista e o grupo: “É muito importante para a modalidade. Que o futebol feminino possa evoluir cada vez mais no nosso país, precisamos disso. Me senti em casa quando cheguei no Flamengo. Me identifiquei aqui”.

Queremos ganhar tudo. Libertadores, Mundial, Carioca, Copa do Brasil“, Ricardo Abrantes, treinador campeão do Flamengo/Marinha.

Foto: RICARDO STUCKERT/CBF
Foto: RICARDO STUCKERT/CBF

FICHA TÉCNICA

Rio Preto 1×2 Flamengo

Jogo de volta da final do Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino

Data: 20/05/2016

Horário: 19h

Local: Estádio Anísio Haddad, em São José do Rio Preto (SP)

Árbitro: Douglas Marques das Flores (SP/CBF-3)

Assistentes: Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP/ASP-FIFA) e Fabio Rogerio Baesteiro (SP/CBF-1)

Cartões amarelos: Gaby e Diany (FLA)

Gols: Larissa, aos 5 minutos, e Gaby, aos 45 minutos do primeiro tempo

FLAMENGO: Luana, Danizinha, Karen, Tania Maranhão, Emilião, Diany, Gaby, Bia Vaz, Maurine, Larissa e Bárbara (Ju)

Leia também

Notícias do Flamengo

SBT liga sinal de alerta após queda do Flamengo na Libertadores

Eliminação rubro-negra preocupa questão financeira do SBT. Todos os detalhes você encontra na matéria do site Mundo Rubro Negro

Aos 45 anos, ex-Flamengo volta a jogar profissionalmente

Marcelinho Paraíba voltou a atuar profissionalmente após sete meses de aposentadoria Na partida entre São Paulo e Ponte Preta, pelo Campeonato Brasileiro de 1999, ele...

Bruno Henrique nega informação de jornal sobre Jesus: ”Seus mentirosos”

Atacante do Flamengo, Bruno Henrique desmentiu que existisse problemas com Jorge Jesus. Todos os detalhes na matéria do site Mundo RN

Botafogo x Flamengo: onde assistir, prováveis escalações e tudo sobre a partida

Flamengo x Coritiba jogam no Maracanã pela 22ª rodada do Brasileirão. Rogério Ceni segue com muitos desfalques.

O motivo que pode manter Diego Alves no Flamengo

Rubro-Negro tem até dia 31 de dezembro para renovar o contrato de Diego Alves. Todos os detalhes na matéria do site Mundo Rubro Negro

3 COMENTÁRIOS

  1. […] Chega o ano de 2016 e, com ele, mais uma ótima campanha na 1ª fase. Avançamos à segunda, também com um bom aproveitamento, alcançando a primeira colocação no grupo e assim, avançamos às semifinais. 2 duelos contra a Ferroviária, e, após muita emoção, garantimos a vaga na final. Enfrentaríamos as atuais campeãs, do Rio Preto. Jogo de ida, no RJ, mesmo criando várias chances, não tivemos sorte e acabamos sendo derrotados. 1-0. Teríamos que vencer em São Paulo. E foi isso que aconteceu, jogo dramático, vitória por 2-1, onde foi construído no 1º tempo e título inédito do Mengão! […]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisement -

Blogs

Os problemas defensivos de mais uma eliminação rubro-negra

Erros defensivos do Flamengo se repetem sob comando de Ceni na eliminação do time da Libertadores nas oitavas de final

Bruno Henrique chega a cem jogos pelo Flamengo; confira os números

Contratado pelo Flamengo no início de 2019, Bruno Henrique atinge marca centenária; confira os números do camisa 27 no clube carioca

23 de Novembro de 2019. Lima. Peru. Um ano da Glória Eterna

O Flamengo é o que não se explica. Há um ano, a América voltava a ser pintada de vermelho e preto, em um roteiro digno de cinema

Voamos todos na parábola de Diego

Sempre temi o destino de ser um morto soprado de inveja nas bancadas da eternidade, ressentido por um auge tardio do Flamengo

23 de Novembro ficou marcado na história rubro-negra

Nem a vitória parcial do River tirou a certeza de que aquele dia seria abençoado, afinal foi no mesmo dia 23 de novembro