Compartilhar:

Veja as notas e análises individuais da grande vitória do Flamengo na Vila Belmiro, pela sexta rodada do Brasileirão

Notas atribuídas por torcedores da comunidade MRN – Pensar Flamengo

Na tarde deste domingo (30), o Flamengo visitou o Santos pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro e venceu por 1 a 0 com gol de Gabigol. O rubro-negro chegou aos oito pontos na tabela de classificação, ultrapassando o rival paulista e se colocando na oitava posição. É a segunda vitória da equipe no torneio nacional.

Veja mais: Gabigol decide e Flamengo vence o Santos na Vila Belmiro

Leia agora as análises individuais e notas dos jogadores concedidas pelo time de colaboradores do MRN:

NOTAS DA PARTIDA

Diego Alves: Nosso goleiro foi bem e teve 3 defesas importantíssimas, como sempre irretocável embaixo das traves mas falhou no segundo gol anulado, precisa melhorar a saída do gol, isso é um ponto fraco dele. Na saída de jogo, não foi bem com os pés, precisa treinar isso mais porque o esquema de Dome exige isso. Nota: 8,0.
Cesar: Fez boas intervenções nas bolas cruzadas e na saída de bola com os pés mas deu algumas saídas com a mão que foram pavorosas e geraram 2 ataques perigosos contra a gente. Nota: 6,0.
Por Marcio Marcondes – Twitter: @mjmarcondes

Renê: Teve problemas para lidar com a velocidade e os dribles de Soteldo no primeiro tempo, mas fez uma partida relativamente segura na defesa. Teve também algumas dificuldades na hora de levar o time ao ataque, errando alguns passes importantes para ligar contra ataques. Apesar disso, colaborou como pode jogando onde não costuma jogar. Nota: 6,5.
Isla: Boa estreia do Celeborn rubro-negro. Marcou bem o baixinho Soteldo e ainda criou uma chance açucarada para Gabriel.
Nota: 7,0.
Por Miguel Peters – Twitter: @miguelpeters

Rodrigo Caio: Mesmo vindo de lesão e pouco provável no jogo de hoje, Rodrigo Caio fez uma boa partida, atuando durante os 90 minutos com segurança e fazendo uma boa dupla ao lado de Gustavo Henrique, porém, ainda pode produzir ainda mais. Considerando o contexto da partida e a volta da lesão, fez uma boa atuação. Nota: 7,5.
Por Millena Dourado – Twitter: @falconcrf_

Gustavo Henrique: Mais seguro que o Léo Pereira mas em contra partida é muito lento, ganhamos em altura e experiência perdemos em velocidade. Fez uma partida segura e animadora. Nota: 6,5.
Por Ricardo Bitencourt – Instagram: @drbienco

Filipe Luís: Sofreu com o Marinho no 1º tempo, mas no 2º, além de controlar mais o avanço do adversário, soube sair para o jogo com muita objetividade. Nota: 7,0.
Por Marcio Marcondes – Twitter: @mjmarcondes

Thiago Maia: O chamado jogador moderno. Tem uma leitura de jogo fora do comum, provavelmente, ganhará a vaga de titular, pois é um jogador que nitidamente sabe fazer o tal jogo posicional que o treinador gosta. Além disso tem uma capacidade de desarmar sem fazer faltas, e isso dará muita dinâmica no time. Excelente partida no meio campista. Nota: 7,5.
Por Sérgio Ribeiro – Twitter: @sergioribeiro04

Ajude a divulgação rubro-negra de qualidade: Seja apoiador do MRN e participe do nosso grupo de Whatsapp.

Gerson: O jovem Gerson começou sua ainda breve carreira profissional como meia e viveu seu auge até aqui como segundo volante que encostava no ataque. Eis que chega um novo técnico e escala Gerson como primeiro volante, jogando fixo na frente da área, protegendo a zaga. Resultado: Gerson errou tudo, a zaga ficou desprotegida e, ainda por cima, as qualidades de Gerson poucas vezes puderam ser aproveitadas na construção das jogadas. Nota: 4,0.
Arão: Entrou no meio do segundo tempo e fez o seu feijão com arroz muito bem temperado de sempre. Protegendo melhor a zaga. Nota: 7,0.
Por Edson Lira – Twitter: @Edsonjslira

Arrascaeta: O lance de mais impacto no jogo do nosso uruguaio seria um golaço. Foi em um lance que o juiz marcou falta (que não existiu) para o Santos. Porém, se entregou no jogo, mostrando que está 100% fisicamente. Com boa transição no meio de campo ao lado de Gerson e Thiago Maia, mostra a diferença de sua presença nesse time do Flamengo. Nota: 8,0.
Por Millena Dourado – Twitter: @falconcrf_

Michael: O nosso baixinho não começou bem. Perdeu um gol que não poderia r matou algumas jogadas com passes errados. Mas melhorou no jogo aos poucos e fez parte da construção na boa jogada que criou nosso gol. Também foi muito importante no segundo tempo, segurando a bola e garantindo a posse na reta final do jogo. Nota 7,0.
Por Miguel Peters – Twitter: @miguelpeters

Bruno Henrique: É óbvio que tá faltando força e arranque , precisa melhorar para que toda a nação não tenha se iludido com 2019. Como não tá bem fisicamente as jogadas não fluem e os erros são constantes apesar de ter achado um belo passe para o Michael lembrando o que esperamos dele. Nota: 5,5.
Everton Ribeiro: Entrou e logo virou falso 9 aí não é a dele. Tentou segurar algumas bolas deu combate e fôlego para segurar o Soteldo! Nota: 6,0.
Por Ricardo Bitencourt – Instagram: @drbitenco

Gabriel: No seu aniversário, ganhou de presente poder jogar mais próximo do gol. Hoje, sem nenhum exagero, Gabigol poderia ter saído de campo com a bola do jogo após um “hat-trick”. Foram várias chances claras no qual ou faltou sorte ou faltou a precisão que o caracteriza. Mas novamente dá a vitória ao Flamengo em um embate contra seu ex-time. Infelizmente se machucou e deu lugar ao Diego. Nota 8,5.
Diego: Burocrático, segurando a bola e esperando a falta. Ficou mais recuado, quase ao lado do Arão e liberou Thiago Maia pra avançar um pouco mais. Nota 6,5.
Por Danton Freitas

Domènec Torrent: Depois de uma semana de treinos vimos uma melhora no jogo do nosso time, do meio pra frente apresentou soluções, time não foi estático e inverteu bem os lados de ataque, ora pelo direito, ora pelo esquerdo. a defesa ainda apresenta uma certa “confusão”, principalmente nas bolas paradas. Nas substituições ele foi bem e realmente mostrou que estava vendo o jogo. No final optou pelo Diego para segurar a bola e a estratégia deu certo. O time melhorou, apresentou evolução e ganhou 3 pontos em um estádio que é sempre difícil de ganhar. Vamos continuar dando tempo ao Dome. Nota: 7,5.
Por Marcio Marcondes – Twitter: @mjmarcondes

*Créditos da imagem destacada no post e nas redes sociais: Alexandre Vidal / Flamengo

Compartilhar: