Polícia prende torcedores de Flamengo e Palmeiras em bares clandestinos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Polícia Civil prendeu diversos membros da torcida do Flamengo e Palmeiras por aglomeração

MRN Informação | Yago Martins – Twitter: @YagoM23

Se dentro de campo, o Flamengo venceu o Palmeiras por 2 a 0 sem muitas polêmicas, fora dele, aconteceram alguns episódios lamentáveis. A Polícia Civil do Amazonas prendeu 63 torcedores que estavam assistindo ao jogo do Mané Garrincha, em bares que estavam funcionando de forma clandestina no bairro Jorge Teixeira, o mais populoso de Manaus.

O motivo da prisão foi a aglomeração no local, que está proibida por lei estadual. Em Manaus, as pessoas não podem circular entre 19h e 6h, até o dia 31. A medida é para combater as altas taxas de Covid-19.

Montamos esta operação para averiguar. Após o jogo ser finalizado, realizamos a abordagem nos cinco bares e prendemos os donos e as pessoas que estavam no local, no total, 63 indivíduos”, disse o delegado Torquato Mozer, do 30º Distrito Integrado de Polícia (DIP), ao site Pensar Piauí.

Leia também: A reação da Web Rádio Verdão aos gols do Flamengo contra o Palmeiras

Flamengo 2 x 0 Palmeiras

Flamengo: Hugo Souza; Maurício Isla, Rodrigo Caio, Willian Arão e Filipe Luís; Gerson, Diego, Arrascaeta e Everton Ribeiro; Bruno Henrique e Gabigol

Palmeiras: Weverton; Marcos Rocha, Luan, Kuscevic e Viña; Danilo, Zé Rafael, Gabriel Menino e Raphael Veiga; Willian e Luiz Adriano

A partida começou com as duas equipes se estudando, e o Palmeiras acabou desperdiçando uma grande chance com William logo aos três minutos. A resposta do Flamengo foi aos cinco: Isla cruza prensado, e Arrascaeta de bicicleta obriga Weverton a fazer uma grande defesa.

Aos 13, Filipe Luís cruzou, Gerson ganhou da marcação e chutou firme para a defesa do goleiro palmeirense: no rebote, Gabigol finalizou para fora, sem direção. O Flamengo envolvia o Palmeiras no meio de campo e até os 25 minutos, atingiu mais de 60% de posse de bola. No minuto 32, Rodrigo Caio sentiu e Rogério Ceni chamou Gustavo Henrique para substituí-lo. A partir daí, o Palmeiras começou a equilibrar as ações e tomou conta da reta final da primeira etapa. Porém, o gol do Fla saiu aos 48: no desespero, Kuscevic deu um chutão em cima de Luan, e a bola contra foi para o gol palmeirense: 1 a 0 Flamengo.

No segundo tempo, Rogério Ceni não veio com novas mexidas, e o Flamengo apresentou muito cansaço logo nos minutos iniciais. Tanto que aos 9, Gabriel Menino teve chance de empatar de frente para o gol, e finalizou para fora. Aos 13, Gabigol entrou cara a cara com Weverton e desperdiçou a chance de ampliar. No minuto 17, Ceni sacou Arrascaeta para colocar o jovem volante João Gomes. A melhor chance rubro-negra foi aos 26: Filipe Luís cruzou, e Gustavo Henrique de cabeça cabeceou próximo à meta de Weverton.

Com o Flamengo abaixo fisicamente, Rogério Ceni mudou e colocou Pepê, Vitinho e Pedro, nos lugares de Diego, Gabigol e Gerson. E deu certo: no cruzamento na área, Pedro rola pra trás, e Pepê ampliou: 2 a 0.

Notícias do Flamengo

Blogs