Compartilhar:

O zagueiro rubro-negro, autor de um dos gols na goleada sobre o Grêmio, foi o convidado de programas de TV nesta quinta-feira (24) e falou sobre o momento do Flamengo na temporada.

Rafael Sacharny, do MRN Informação

No Seleção SporTV, Rodrigo Caio citou os principais diferenciais da equipe de Jorge Jesus, destacando a mentalidade, a organização tática e a qualidade técnica dos jogadores, aliás, segundo ele “Não adianta você ter um grande treinador se você não tem jogadores com nível muito alto e que possa resolver o jogo a qualquer momento e possa cumprir taticamente.” 

Por isso, o jogador acredita em uma evolução ainda maior na equipe, que iniciou os trabalhos com o português há pouco mais de 4 meses atrás. Ao projetar a final da Libertadores, contra o River Plate, ele preferiu destacar a preparação durante o Campeonato Brasileiro, que será crucial até o duelo na decisão sul-americana. Até o dia da final, o time comandado por Jorge Jesus disputará sete jogos contra apenas três do adversário argentino

“Eu assisti os dois jogos do River contra o Boca, uma equipe muito forte fisicamente, uma característica que já é do time argentino, o combate muito forte e agressivo na marcação. Mas ainda temos 30 dias ainda para o confronto, a melhor preparação possível é conseguir manter o mesmo nível no Brasileiro. Isso é fundamental para nós. Independente do adversário a gente tem uma ideia de jogar, a gente tem uma forma de se posicionar dentro de campo. Claro que a gente tem o maior respeito pelo River, mas a gente precisa focar no Brasileiro. O jogo contra o CSA é importante para manter onde estamos hoje na tabela. Esse é o caminho, que o Brasileiro sirva de preparação para que a agente possa crescer e evoluir a cada jogo, para que a gente chegue no dia 23 contra o River o mais preparado possível, fazer uma grande partida e alcançar nosso objetivo que é o título.” 

Sobre a goleada histórica na semifinal contra o Grêmio, Rodrigo Caio defendeu o estilo de jogo do Flamengo, que sempre busca fazer muitos gols, sem depender do adversário que enfrente: 

“Não tem o porquê tirar o pé, futebol você tem que ser leal jogando, tocando, aparecendo e mantendo seu ritmo. Acho que esse é o maior respeito que você tem pela outra equipe. Ganhando ou perdendo, a gente sempre fala para ter humildade e não desrespeitar. Isso que a gente procurou fazer, ganhando de 1 ou ganhando de 5, que a gente possa continuar com o nosso ritmo. Agora, claro que quando fizemos o quinto gol, a gente procurou circular a bola, rodar a equipe do Grêmio para um lado e outro e achar os espaços para marcar mais gols. Então, em nenhum momento a gente pisou no freio, pelo contrário, a gente fez o nosso jogo com respeito ao adversário, como tem que ser no futebol.” 

rodrigo-caio-fla-gre-1
Rodrigo Caio marcou seu quarto gol com a camisa do Flamengo no duelo contra o Grêmio. (Foto: CRF – Divulgação)

Ainda invicto com Pablo Marí na dupla de zaga, Rodrigo Caio disse que a discussão entre quem tem o melhor o futebol praticado não foi um elemento a mais para o ampliar o placar da partida. 

“O Renato tem a opinião dele e o Mister a dele sobre quem tem a melhor equipe do Brasil. Mas em nenhum momento passou pela nossa cabeça que nós jogadores temos que mostrar que o Flamengo é o melhor, a gente procura só fazer nosso trabalho e a melhor amostra é dentro de campo. A intensidade de jogo, a gente poder mostrar para nós mesmos que estamos fazendo um grande ano, com ideias de jogo diferentes, isso que importa. Eu procuro deixar de lado o que falam e provar para mim mesmo que eu sou bom, que sou um jogador melhor a cada dia.” 

O Flamengo é o líder do Campeonato Brasileiro, com 64 pontos, dez à frente do Palmeiras, segundo colocado, e voltará para a disputa contra o CSA, no próximo domingo (27), às 19h, no Maracanã, pela 28ª rodada.

Não deixe de ler também

Compartilhar: