Zico chegou a fazer um jogo treino pela escolinha do América. Estava com um pé no time dos irmãos. Mas o Flamengo tinha Celso Garcia

Eu cresci ouvindo histórias rubro-negras. A maioria dela, sem registro em vídeo. Uma delas, que Zico chegou em 1967 à escolinha e seu primeiro jogo foi no mesmo ano, um amistoso contra o Everest na Gávea, dois gols na vitória por 4×3. Um jogo no meio do nada, que sempre persegui nas pesquisas com quase nenhuma esperança. Afinal, era só um garoto estreando na escolinha do clube.

Primeiro erro do pesquisador. Zico não era um só um garoto e, mesmo antes de ser jogador, já era notícia. Afinal, seus irmãos eram profissionais, Zico ia aos jogos do América para ver Antunes e Edu, que sempre afirmavam “o craque da família é aquele ali”, apontando para o garoto loirinho e mirrado. O enredo é conhecido: Celso Garcia foi ver o garoto jogar futebol de salão pelo River, e teve a visão de que ali estava o Rei e o levou para a Gávea em 1967.

Segundo erro do pesquisador. Se não havia a data certa do amistoso em 1967, por que acreditar cegamente que ele havia sido naquele ano? Voltei então a 1966, porque Edu e Antunes já eram notícia e ampliei a busca também para as notícias do América.

Veja também: Emoção no Maracanã: um Brasil x Alemanha com meio time do Flamengo

Primeiro susto do pesquisador. Houve um Zico antes de Zico. No dia 31 de julho de 1966 o time infanto-juvenil do Flamengo quebrou uma invencibilidade de 11 jogos do Olaria na categoria, ao vencer por 2×1, gols de Jorge e Zé Alves e os rubro-negros formaram com Valckaner, Paulinho, Zico (Sílvio), Nariz e Álvaro; Luiz Henrique e Odélio; Zequinha, Jorge (Paulo), Zé Alves e Carlos Alberto. Destes, acho que só Zequinha chegou aos profissionais, mas ali está o nome Zico na zaga, com zero chance de ser da família Antunes Coimbra. Houve um Zico antes de Zico.

Num canto de página, em 17 de novembro de 1966, exatos 71 anos depois da fundação do Flamengo, o Jornal dos Sports traz uma pequena nota: Mais um Antunes. O texto se refere a Nando, outro irmão de Zico, e traz pelo menos uma verdade definitiva sobre o patriarca do número 7 da Lucinda Barbosa: “Outro Antunes, o segundo na lista de idade, está em vias de entrar no América. Nando, mais moço que Antunes e mais velho do que Edu, com 21 anos de idade, treinou e mostrou que filho do ‘seu’ Antunes é sempre bom de bola”. O final do texto chama a atenção para outra cria do ‘seu’ Antunes: “Se ficar confirmada a contratação de Nando, o América reunirá quatro dos cinco irmãos: Antunes, Edu, Nando e Tunico (zagueiro infanto-juvenil). Ficará faltando apenas Zico, caçula da família e que segundo o testemunho dos próprios irmãos é o melhor de todos”.

O América tinha quatro dos filhos do ‘seu’ Antunes e estava de olho no quinto. Mas o Flamengo tinha Celso Garcia.

A disputa vira manchete no Jornal dos Sports de 19 de fevereiro de 1967: FLA E AMÉRICA DÃO TUDO PARA TER ZICO. Zico, a duas semanas de fazer 14 anos, caçula dos craques rubros, filho do ex-goleiro Antunes na casa onde até o cachorro se chamava Mengo. Assopre a poeira e leia a matéria original:

zico 14 anos primeiro jogo zico

Zico chegou a fazer um jogo treino pela escolinha do América, contra um time da Penha, e foi aprovado para começar a treinar. Estava com um pé no time dos irmãos. Aí entrou em cena o rubro-negro Germano José, vizinho dos Antunes e que convenceu Celso Garcia, da Rádio Globo e igualmente rubro-negro, a assistir um jogo de Zico em Quintino. Vitória por 14×0. Nove gols de Zico. O garoto já tinha o seu primeiro treino marcado no América, mas Celso ajeitou tudo no Flamengo e foi à casa dos Antunes dar a notícia: “- Pessoal, o Zico vai para o Flamengo”. Edu contestou, disse que já estava certo para iniciar no América. Zico interveio: “- É, está certo para iniciar, mas ainda não iniciei”.  Seu Antunes deu a sentença: “- O garoto vai para onde ele quiser”.

Zico quis o Flamengo. Participou de um treino e foi aprovado. Não consegui determinar a que tempo entre fevereiro e setembro, mas é neste mês que surge no Jornal dos Sports, edição do dia 16, a notícia de que George Helal havia assumido o compromisso com dona Matilde de que o clube bancaria o almoço de Zico antes de ele seguir todos os dias para as aulas no Colégio Rivadávia Correia.

Veja também: Zico contra ele próprio

E, edição a edição, jornal a jornal, procurei pelo amistoso contra o Everest, a primeira vez que Zico vestiu a camisa do Flamengo como jogador. Afinal, se os passos anteriores foram notícia, como o primeiro o jogo do mais talentoso dos Antunes não seria? E não encontrei nenhuma notícia até 31 de dezembro de 1967.

Terceiro e último susto do pesquisador. Segui a busca em 1968, mais para encontrar relatos de outros jogos, aceitando que o jogo contra o Everest estava no limbo, destinado a ser contado como uma fábula. Mas em fevereiro surge a notícia de que na quarta-feira, dia 7, Zico treinou primeiro entre os infanto-juvenis, comandando por Joubert; e depois na escolinha dos treinadores Célio de Sousa e José Nogueira, recebendo a notícia de que deveria continuar.

Isso indicava que o jogo contra o Everest ainda não havia acontecido. E na edição do domingo, 11 de fevereiro de 1968, perdido entre as notícias da possível volta de Flávio Costa e da renovação de contrato de Murilo, está o registro do primeiro jogo de Zico com a camisa do Flamengo. Palavras exatas: “O caçulinha Zico, ponta-de-lança já famoso no subúrbio de Quintino Bocaiúva como artilheiro-mor do torneio de futebol de salão do River, apesar dos seus 14 anos, vestiu pela primeira vez a camisa do Flamengo no jogo em que a Escolinha de Célio de Sousa – meninos até 15 anos – derrotou a equipe do Everest de Inhaúma por 4×3. Zico fez dois gols e deu um show de bola que entusiasmou a torcida”.

A notícia diz ainda que Edu, Antunes e Nando, e o pai, o velho Antunes, estavam na arquibancada e que depois todos foram apresentados ao presidente Veiga Brito.

primeiro jogo zico 14 anos

Esta matéria, letra a letra, deveria ser gravada em uma placa de bronze e afixada na velha arquibancada da Gávea para que todos saibam que o primeiro jogo de Zico, com dois gols e um show de bola foi no sábado, 10 de fevereiro do ano da graça de 1968, o dia em que tudo começou.

Ajude a manter o MRN com R$ 5,00 mensais

Imagem destacada no post e redes sociais: Zico com 14 anos, no campo do Flamengo, na Gávea em 1967. Acervo: Curiosidades Futebolísticas. Publicação Facebook: goo.gl/1t7sti https://www.flickr.com/photos/caminhosdecascadura/18140186850

Não deixe de ler também