Gabigol caminha para se tornar um dos maiores artilheiros da história do Brasileirão

MRN Informação | Redação — Que Gabriel Barbosa Almeida, o Gabigol, é o melhor atacante do Brasil, não há dúvidas. Só que a velocidade em que ele está conseguindo alcançar alguns feitos impressiona e, se permanecer no Flamengo, caminha para quebrar inúmeros recordes de artilharia da história do Campeonato Brasileiro. Visto sua performance, o melhor conselho do momento é apostar no sucesso do jogador e descobrir como conseguir os bônus Betclic 2021. Enquanto o jogador arrasa em campo, os torcedores garantem um novo modo de aumentar sua diversão em casa, acompanhando não somente os gols do atleta mas também os de vários outros times. Aliás, quando falamos de gols entendemos de onde surgiu o apelido de Gabigol.

Em apenas 6 edições, sendo que entre 2013 e 2016 ele jogou apenas 11 jogos, o atacante do Rubro-Negro soma 81 gols no Brasileirão, com 2 artilharias consecutivas, em 2018 e 2019, feito que só ele conseguiu na era dos pontos corridos. Apenas Túlio (1994 e 95) e Dadá Maravilha (1971 e 72) embalaram duas artilharias seguidas da maior competição nacional pós 1971.

Ainda sobre artilharias, Gabigol persegue Fred para se tornar o jogador com mais artilharias por edição na história dos pontos corridos. Em 2012, 14 e 16, o atacante da Seleção na Copa do Mundo de 2014 liderou o torneio em número de gols. Entre os que já foram artilheiros pelo menos uma vez, apenas Luciano, Claudinho, Jô, Diego Souza e Diego Tardelli também estão na Série A do Brasileirão.

Com os 81 gols já mencionados, Gabi é o 11º maior artilheiro dos pontos corridos, um gol atrás de Washington. A liderança também é de Fred, que lidera com 152 gols, 30 a mais que Diego Souza. Entre os 50 com mais gols, o atacante do Flamengo é, disparado, o mais jovem e o único abaixo dos 30 anos de idade.

Olhando para a tabela histórica do Campeonato Brasileiro, Gabigol está próximo de entrar no top 20, que conta com o experiente Rafael Moura com 95 gols marcados. Se repetir o número de tentos da edição de 2020, Gabi chegará ao número do ‘He-Man’, que foi rebaixado à segunda divisão com o Goiás.

Se permanecer no Flamengo pelo menos até o término do contrato em 2024 e mantiver a média atual pelo clube carioca (18 gols por Campeonato), Gabriel romperá a barreira dos 130 gols no Brasileirão e igualará Zico, que marcou 135 vezes em 249 jogos vestindo o Manto Sagrado entre 1971 e 1989. Seria, também, o maior artilheiro do Flamengo na história do Brasileirão.

Com os 14 na temporada 2020, Gabigol chegou aos 39 pelo Fla e superou nomes como Léo Moura (29), Petkovic (31), Nunes (34) e Romário (37), além de possuir uma média melhor: 0,72 gols por partida. Agora, é o 4º com mais bolas nas redes vestindo Rubro-Negro e passará Renato Abreu (40) e Bebeto (41) em 2021. À frente dele ficará, claro, apenas Zico.

Desde que surgiu em 2013 no Santos, Gabriel Barbosa vem quebrando recordes atrás de recordes de precocidade e artilharias. No Flamengo, tornou-se o melhor atacante do futebol brasileiro e da América do Sul, atingiu um patamar só alcançado por Adriano nesse século vestindo o Manto e se consolidou como um dos maiores atacantes da história do clube. E não vai parar por aí: tem mais 3 anos de contrato, não para de ganhar títulos e muito menos de empilhar gols.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Notícias do Flamengo

Blogs