25.6 C
Rio de Janeiro
segunda-feira, novembro 23, 2020

Geraldos e o desgosto profundo

Por Leonardo Leal – Twitter: @_LeoLealC

Eis que foste aquela noite a última. Eis que aqueles sonhos de repente se reduzem ao eterno “e se?”. Eis que, para cada família, perdemos nossos novos Zico, Leandro, Júlio César.

Meninos com um sonho em comum, que se confundem com o nosso do dia-a-dia para com Flamengo, ou se completam. Fazia parte daqueles sonhos realizar os nossos. Fazemos parte do Flamengo.

Ai Jesus! É sábado, dia de Fla-Flu, somos o mais cotado. O entorno do Maraca, como de praxe, tomado por vermelho e preto. Faltam 40 minutos para o nada. Desta vez, de fato, o nada. 

A bola rolou, em outro plano, comandados por Carlinhos Violino. Um show de estrelas brilhou nos olhos de um novo dia.

Por aqui, fim de jogo. E de sonhos.

Perdemos, de muito. Nossa maior derrota, uma dor que nem 2004 Santos Andrés chegariam perto de causar. Um rebaixamento no Brasileiro seria resolvido no ano seguinte, mas tal forma como caímos é irreversível.

Leia mais do autor: Ganhamos, Diego Alves

O Fla-Flu acabou sem ter começado. E nos infinitos 40 minutos depois do nada, voltamos pra casa.

Ainda não chegamos, mal encontramos o chão, muito menos a ficha. 

A pior vitória de nossa história foi justamente contra a Seleção Brasileira de Pelé. Ganhamos o jogo, perdemos Geraldo. 

E seja qual for o resultado desse Fla-Flu protocolar (no qual apoio firmemente a ideia do Abel usar o time inteiro com crias da base), perdemos Geraldos. 

Haverá bola a rolar, não mais Geraldos a assoviar.

Maldita seja essa fumaça. Profundo seja o desgosto. 

Bendito seja nosso maior prazer em vê-lo brilhar. Na terra, no mar ou no céu.

Não importa onde esteja, sempre estaremos contigo. E com eles.

Saudações,


Léo Leal escreve no MRN e participa do programa Mesa Rubro-Negro no YouTube. Siga-o no Twitter: @_LeoLealC


*Créditos da imagem destacada no post e nas redes sociais: Reprodução / Autor não identificado

Leia também

Notícias do Flamengo

O documentário que emocionou milhões de rubro-negros; assista

Documentário produzido pela Conmebol tocou no coração dos torcedores do Flamengo. Todos os detalhes na matéria do Mundo Rubro Negro

Pablo Marí revela história após gol do Flamengo na final da Libertadores

Zagueiro no título da Libertadores de 2019, Pablo Marí revelou que a torcida o deixou em choque e precisou perguntar aos amigos o que tinha ocorrido

#23NovembroDay: relembre como foi o dia da conquista da Libertadores

O MRN relembra como foi o dia 23 de novembro de 2019: desde as primeiras horas, até o anoitecer! Flamengo Bicampeão da Libertadores

Atlético-MG e São Paulo empatam, Inter perde e Flamengo ocupa a segunda colocação do Brasileirão

Dentre os quatro primeiros colocados, Flamengo foi o único que venceu nesta rodada. Time de Ceni divide o topo da tabela com o Atlético-MG

Flamengo vence o Pato Basquete e segue invicto no NBB

Na sede de Mogi das Cruzes, o Flamengo enfrentou o Pato Basquete e venceu por 105 a 70, na noite deste domingo, 22

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisement -

Blogs

Quatro marcados, cinco perdidos: o “Pênalti para o Flamengo!” assusta em 2020

Vitinho perde o 5º pênalti do Flamengo em 2020; na temporada, o aproveitamento do clube carioca em cobranças de pênalti é inferior a 50%

Os maiores públicos do Flamengo no Maracanã

O estádio jornalista Mario Filho, conhecido como Maracanã, é a casa do Flamengo desde sua inauguração

Para quem acredita no azar do Flamengo

Texto anônimo viraliza com indagações importantes para todos entenderem que o azar é a principal desculpa dos incompetentes; leia

O Flamengo 2020 sofre uma pandemia interna

O Flamengo 2020 escreve o roteiro do São Paulo nos últimos momentos de Juvenal Juvêncio: enorme prepotência e autossuficiência

2019, lembrança boa; 2020, presente possível

Vamos ver se nossa vontade se espalha pelo Brasil e chega ao ninho, para mais uma vez sermos felizes quando chegar o Carnaval