31.6 C
Rio de Janeiro
terça-feira, janeiro 26, 2021

Herói do Hexa, exemplo de conduta dentro e fora de campo, Ronaldo Angelim faz 45 anos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Um dos mais amados jogadores do Flamengo neste século, Ronaldo Angelim, autor do gol do título do Hexa, completa 45 anos

Em 26 de novembro de 1975, há 45 anos, nascia um dos maiores ídolos da história do Mais Querido, o herói do hexacampeonato brasileiro, o homem que marcou para sempre o coração de todos os flamenguistas. Estamos falando de Ronaldo Angelim, o nosso Magro de Aço, que completa mais um ano de vida.

Vamos lembrar rapidamente agora deste eterno ídolo que nos deu tantas alegrias com sua raça, talento, comprometimento e amor pelo Clube de Regatas do Flamengo.

Leia também: Sem condições sanitárias, Copa São Paulo de Futebol Júnior não acontecerá em 2021

Início da carreira e destaque no Fortaleza

Natural de Porteiras, no Ceará, Angelim começou a carreira no Icasa, mas foi no Fortaleza que o zagueiro ganhou projeção nacional ao se destacar no tricolor da capital cearense. Pelo clube nordestino, o Magro de Aço conquistou quatro estaduais, e em 2004 fez o gol que garantiu o acesso do Leão do Pici à série A do Brasileirão.

Em 2005, Ronaldo Angelim teve grande relevância na temporada com o Fortaleza, sendo destaque mais uma vez no Campeonato Brasileiro e tendo seu talento reconhecimento ao ser convocado para integrar o jogo dos melhores da competição daquele ano, despertando o interesse de diversos clubes.

Chegada ao Flamengo e adaptação

No ano de 2006, Angelim chega ao Flamengo num momento delicado do clube. No início, o zagueiro disputou algumas partidas como titular da equipe, conquistando seu primeiro título no Mengão ao se sagrar campeão diante do Vasco na Copa do Brasil.

Já em 2007, Ronaldo Angelim venceu o seu primeiro Carioca e assumiu de vez a titularidade do Rubro-Negro ao encontrar entrosamento ideal com Fábio Luciano, que se tornaria um dos seus grandes companheiros no futebol.

Inesquecível 2009

Nos anos seguintes, o Magro de Aço iria entrar para a galeria de ídolos eternos do Flamengo por meio de um feito que ficará  para sempre na história do Mais Querido, marcando o seu lugar na glória suprema dos campeões e nos corações de todos os flamenguistas.

O ano era 2009 e logo em fevereiro Angelim passou por um drama pessoal que quase fez com que o jogador amputasse a perna. Depois de levar uma intensa pancada na coxa direita, Angelim foi diagnosticado com Síndrome Compartimental Aguda, que é um inchaço dos vasos sanguíneos que causa sangramento excessivo que comprime a estrutura do local afetado. A inesperada descoberta exigiu que Angelim fosse urgentemente operado. Apesar do susto, deu tudo certo.

“Eu vivi um momento em que podia ter amputado a perna e parado de jogar, mas, graças a Deus isso ocorreu no Flamengo, onde há grandes profissionais que conseguiram me recuperar”, festejou à época Angelim sobre o problema. 

O ex-zagueiro deu a volta por cima ainda no Estadual, conquistando o Pentatri Carioca (2007, 2008, 2009) e dez meses depois do drama pessoal, Angelim viria a ser o herói do hexacampeonato brasileiro do Flamengo. 

Twitter oficial do Flamengo relembra momentos de Ronald Angelim com o Manto Sagrado

O dia 6 de dezembro de 2009 jamais sairá da cabeça dos flamenguistas. Muitos rubro-negros afirmam que aquela data é uma das melhores de suas vidas. Num Maracanã lotado com mais de 85 mil torcedores, o Flamengo buscava o seu sexto troféu brasileiro diante de um Grêmio já sem muitas pretensões na competição.

A partida transcorria aos 24 minutos do segundo tempo num empate que não servia ao Mais Querido, um resultado momentâneo que estava dando o título ao Internacional que vencia seu jogo. Até que um escanteio começava a mudar a história de milhões de torcedores rubro-negros.

Até que Dejan Petkovic bate o corner sob o olhar atento da multidão apreensiva. A bola viaja até encontrar o cabeceio mágico do Magro de Aço e mudar sua trajetória em direção às redes gremistas antes que qualquer goleiro do mundo tivesse chance de cortar. Estava construído o momento de eternidade no coração dos flamenguistas.

A partir daquele instante, Ronaldo Angelim garantiu seu nome na galeria de heróis da Nação, um guerreiro invencível, que nunca esqueceu sua origem humilde, cujo o apelido de Magro de Aço descreve perfeitamente a grandeza inabalável do brasileiro batalhador, do nordestino vitorioso que saiu do interior do Ceará para conquistar o carinho da maior torcida do mundo. Feliz aniversário, ídolo!

Gostou desse conteúdo? Nós acreditamos ser possível falar sobre o Flamengo com qualidade. Seja nosso apoiador!

Notícias do Flamengo

- Advertisement -

Blogs