Hora da revanche! Veja o que mudou em Flamengo e Athletico desde 2019

Atual campeão da Copa do Brasil eliminou o Flamengo no início da era Jorge Jesus. Agora, o Rubro-Negro carioca é muito favorito

Flamengo e Athletico-PR entram em campo nesta quarta-feira, às 21h30, no jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. O Rubro-Negro carioca busca dar o troco após ser eliminado nas quartas de final em 2019. Após dois empates em 1 a 1, na Arena da Baixada e no Maracanã, a equipe comandada por Tiago Nunes aproveitou os pênaltis perdidos por Diego, Vitinho e Everton Ribeiro e avançou na competição. Enquanto o time paranaense era uma das sensações do futebol brasileiro, muito elogiado pelo bom futebol, o maior Rubro-Negro do Brasil apenas começava a caminhada sob o comando de Jorge Jesus, que estreou no jogo de ida entre as equipes. Depois da partida, os jogadores do Athletico provocaram muito o Flamengo.

Em 2020, porém, a situação é completamente diferente. O Flamengo ganhou praticamente tudo que disputou desde então. Foi campeão brasileiro, da Libertadores, estadual, da Recopa Sul-Americana e da Supercopa do Brasil, justamente contra o rubro-negro paranaense, se reforçou ainda mais e hoje é o favorito de todas as competições. O Athletico, por sua vez, sofreu um enorme desmanche e não consegue repetir o bom desempenho da última temporada, estando, inclusive, na zona de rebaixamento do Brasileirão.

Tiago Nunes deixou o clube para treinar o Corinthians e muitos jogadores foram vendidos, entre eles nomes como Bruno Guimarães (Lyon – França), Léo Pereira (Flamengo), Rony (Palmeiras), Marcelo Cirino (Chongqing Dangdai – China), Marco Rúben (Rosario Central – Argentina), Robson Bambu (Nice – França) e Bruno Nazario (Botafogo).

O Flamengo perdeu menos jogadores importantes, como Rafinha, Pablo Marí e Reinier, e reforçou o elenco com nomes com Isla, Filipe Luís, Pedro, Gustavo Henrique, Léo Pereira, Pedro Rocha e Michael, além de subir jogadores como Hugo Souza e Natan, que ganharam espaço na equipe principal. É, sem dúvidas, o elenco mais forte do Brasil hoje.

Relembre os duelos:

Jogo de ida: Athletico-PR 1 x 1 Flamengo (Arena da Baixada)

Athletico-PR: Santos, Jonathan, Lucas Halter (Robson Bambu), Léo Pereira e Márcio Azevedo; Wellington, Bruno Guimarães e Nikão (Bruno Nazário); Marcelo Cirino (Vitinho), Marco Rúben e Rony. Técnico: Tiago Nunes
Flamengo: Diego Alves, Rodinei, Léo Duarte, Rodrigo Caio e Renê; Cuéllar (Diego), Willian Arão, Vitinho (Everton Ribeiro) e Arrascaeta; Bruno Henrique (Piris da Motta) e Gabigol. Técnico Jorge Jesus
Gols: Léo Pereira (ATH) e Gabigol (FLA).

Jogo de volta: Flamengo 1 (1) x (3) 1 Athletico-PR (Maracanã)

Flamengo: Diego Alves, Rafinha (Rodinei), Léo Duarte, Rodrigo Caio e Renê; Cuéllar, Diego, Everton Ribeiro e Arrascaeta (Vitinho); Lincoln (Berrío) e Gabigol. Técnico Jorge Jesus
Athletico-PR: Santos, Jonathan, Robson Bambu, Léo Pereira e Márcio Azevedo; Wellington, Bruno Guimarães e Nikão (Bruno Nazário); Marcelo Cirino (Vitinho), Marco Rúben e Rony. Técnico: Tiago Nunes
Gols: Gabigol (FLA) e Rony (ATH).

Além dos confrontos em 2019, os dois rubro-negros se enfrentaram outras duas vezes pela Copa do Brasil, com boas lembranças para o Flamengo. Em 2013, após empate em 1 a 1 fora de casa, Elias e Hernane Brocador marcaram os gols da vitória em casa que trouxe o terceiro título da competição para o Ninho.

*Créditos da imagem destacada no post e nas redes sociais: Divulgação/Flamengo

2 COMMENTS

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here