Compartilhar:

As redes sociais foram palcos de manifestações do elenco em protesto à morte de George Floyd, em Minnesota.

Gabigol foi o primeiro a se pronunciar em suas páginas, com o hashtag #VidasNegrasImportam. A tag ganhou força na última semana após o assassinato de Floyd por um policial branco em Minneapolis, EUA. Diariamente, várias cidades dos Estados Unidos registram manifestações pelas ruas, pacíficas pela tarde e mais extremadas pela noite.

Vale lembrar que as publicações vêm em uma esteira de críticas por parte da torcida em relação a diretoria com a volta aos treinos e envolvimentos políticos, permeada pela constância de mortes pelo Covid-19. O capitão rubro-negro Everton Ribeiro fez importante manifestação também sobre a questão nesta segunda-feira.

Veja também: Tannure dá detalhes da rotina e testagens no Ninho

O volante Gerson também fez postagem sobre o assunto, bem como Vitinho, Everton Ribeiro, Lincoln, os goleiros Hugo Souza e Gabriel Batista e Lázaro. O garoto que foi campeão brasileiro sub-17 em 2019, publicou em seu Twitter a seguinte frase:

“A luta não é brancos contra negros, é de todo mundo contra racistas”

O atacante Bruno Henrique foi mais além em suas publicações. O jogador questionou até quando negros serão discriminados e menosprezados, e quando uma pessoa negra poderá sair de casa tranquilamente. No Twitter BH exclamou:

Quero poder criar o meu filho num mundo em que de fato a vida dele tenha valor.

O perfil oficial do Flamengo também se manifestou nas suas páginas, em concordância com os jogadores:

No Brasil, além da tensão política já decorrente, o último domingo marcou protestos mais tensos. No Rio, o Movimento de Favelas do Rio de Janeiro no mesmo dia realizou um ato, em decorrência da morte do jovem negro João Pedro, assassinado durante uma operação policial.

Ajude a divulgação rubro-negra de qualidade: Seja apoiador do MRN

Compartilhar: